TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ

VISITANDO OS IRMÃOS
9 de julho de 2015
A PORTA DAS OVELHAS
10 de julho de 2015


E, quando se aproximou dos discípulos, viu ao redor deles grande multidão, e alguns escribas que disputavam com eles.

E logo toda a multidão, vendo-o, ficou espantada e, correndo para ele, o saudaram.

E perguntou aos escribas: Que é que discutis com eles?

E um da multidão, respondendo, disse: Mestre, trouxe-te o meu filho, que tem um espírito mudo;

E este, onde quer que o apanhe, despedaça-o, e ele espuma, e range os dentes, e vai definhando; e eu disse aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam.

E ele, respondendo-lhes, disse: Ó geração incrédula! até quando estarei convosco? até quando vos sofrerei ainda? Trazei-mo.

E trouxeram-lho; e quando ele o viu, logo o espírito o agitou com violência, e, caindo o endemoninhado por terra, revolvia-se, escumando.

E perguntou ao pai dele: Quanto tempo há que lhe sucede isto? E ele disse-lhe: Desde a infância.

E muitas vezes o tem lançado no fogo, e na água, para o destruir; mas, se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós, e ajuda-nos.

E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.

E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! ajuda a minha incredulidade.

E Jesus, vendo que a multidão concorria, repreendeu o espírito imundo, dizendo-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e não entres mais nele.

E ele, clamando, e agitando-o com violência, saiu; e ficou o menino como morto, de tal maneira que muitos diziam que estava morto.

Mas Jesus, tomando-o pela mão, o ergueu, e ele se levantou.

E, quando entrou em casa, os seus discípulos lhe perguntaram à parte: Por que o não pudemos nós expulsar?

E disse-lhes: Esta casta não pode sair com coisa alguma, a não ser com oração e jejum.

E, tendo partido dali, caminharam pela Galiléia, e não queria que alguém o soubesse;

Porque ensinava os seus discípulos, e lhes dizia: O Filho do homem será entregue nas mãos dos homens, e matá-lo-ão; e, morto ele, ressuscitará ao terceiro dia.

Mas eles não entendiam esta palavra, e receavam interrogá-lo.

Marcos 9:14-32

%d blogueiros gostam disto: