E QUANDO ACONTECERÁ

UMA CASA DIVIDIDA
20 de março de 2018
ESTE É O ALIMENTO VERDADEIRO
21 de março de 2018


“E, olhando ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; e viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; e disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.” (Lucas 21:1-4)

 

            Jesus ficava no templo próximo ao gazofilácio observando as pessoas depositarem ali as suas ofertas; observava como as pessoas ofertavam ou devolviam os seus dízimos. Não que Jesus estivesse preocupado com dinheiro, mas era para ver como as pessoas agiam no tocante a ofertar ao Senhor. Sabemos que Jesus está vivo e vive por toda a eternidade; sabemos que é o mesmo ontem, hoje e eternamente, então Ele continua nos observando quando estamos dizimando e ofertando no seu Nome. Jesus observa que tipo de oferta estamos fazendo porque muitos vão até o gazofilácio, até o altar, para fazer uma oferta, ou melhor, o que dizem como oferta, mas na verdade é moeda de barganha, porque depositam ali um valor ao mesmo tempo em que esperam que, por terem feito isto, o Senhor atenda a seus pedidos, a seus desejos, que Ele tenha que os abençoar. Outros dão, ofertam algumas moedas ou notas de pequeno valor, algo como se estivessem dando uma esmola, somente para dizerem que ofertaram. Mas em nenhum desses casos o Senhor recebe o que foi dado como oferta, porque a oferta é feita com amor e de nosso coração, não uma esmola que damos para quem necessita, mas um valor que achamos que estamos ofertando que agrade o Senhor. Não podemos estar de maneira nenhuma ofertando, esperando receber algo em troca, porque é pecado tentar negociar com Deus, e Ele é dono de tudo e não precisa de nada, nós é que temos que ser obedientes e prestarmos o nosso louvor e obediência a Ele. Assim também há pessoas que dizimam, como o próprio nome diz, porque dízimo é dez por cento de tudo o que vem a nossas mãos, pessoas que dizimam um valor qualquer que acham que podem, ou que só dizimam se sobrar, estão pecando e desobedecendo ao Senhor, e por tal motivo não alcançam a salvação, porque estão presos a coisas materiais. Devolver dez por cento de tudo ao Senhor é mandamento como outro qualquer, como não mentir, adulterar ou outro, e, se desobedecermos, estamos indo contra a Palavra do Senhor. O Senhor abençoa os outros noventa por cento quando devolvemos o que pertence a Ele, e assim vemos a abundância, o seu Maná em nossas vidas.

 “E, dizendo alguns a respeito do templo, que estava ornado de formosas pedras e dádivas, disse: Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará pedra sobre pedra, que não seja derrubada.” (Lucas 21:5-6). Muitos gostam de mostrar a grandeza, o luxo dos seus templos, e hoje vivemos uma época de desafios entre denominações, em que cada uma quer construir templos maiores e mais luxuosos do que a outra. Por tal motivo vivem pedindo ofertas, criando campanhas para investirem em obras faraônicas, sendo que o correto seria construírem vários templos pequenos onde pastores pudessem cuidar de ovelhas. Sabemos que nos grandes templos as pessoas simplesmente assistem a umas cantorias e ouvem alguma mensagem, mas não são cuidadas, pois não é possível que um pastor conheça um rebanho com cinco, dez mil pessoas. A bem da verdade, ele nem mesmo sabe da existência delas. E a função de pastor é cuidar de ovelhas, e não promover shows ou palestra, mas tratar, ensinar o Evangelho, aconselhar e fazer parte da vida das ovelhas onde elas podem saber que há alguém para contar e tirar as suas dúvidas, e se surgirem lobos, saber que o seu pastor as defenderá. Existem templos hoje que são como shoppings, pois, além de grandiosos, lá se encontra de tudo: loja, livrarias, cafeteria, restaurantes, lanchonetes e muito mais. Tentaram elogiar o templo para Jesus e vemos a sua resposta; temos que sempre viver o Evangelho, sermos guiados por Ele e não pelas nossas emoções. “E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer? Disse então Ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu Nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles.” (Lucas 21:7-8). Vemos que os discípulos ficaram preocupados quando Jesus diz que tudo aquilo nada valia e que seria derrubado todo aquele luxo e toda grandiosidade seriam jogados por terra. Não somente os templos faraônicos, mas tudo acabará, tudo será destruído quando Jesus voltar, e somente os que forem encontrados vivendo de acordo com a Palavra de Deus serão salvos Nele. Não são objetos, coisas, dinheiro, patrimônio que serão salvos, pois tudo isso será destruído, o que temos aqui é somente para o nosso uso. Não podemos amar e nem idolatrar nada, não adianta fazermos algo com o objetivo de nos engrandecer, mas devemos fazer tudo para exaltar e glorificar o Nome do Senhor, devemos ser humildes e obedientes a Ele. Jesus alerta ainda sobre os falsos profetas, os falsos pastores, os mentirosos, os enganadores, os que pregam e ensinam heresias, que conduzem o povo a um caminho que vai direto para o sofrimento e destruição. Para não sermos enganados por esses, devemos simplesmente seguir Jesus, e isso acontece quando fazemos o que Ele determina pela sua Palavra, pelo seu Evangelho, porque Ele é o próprio Evangelho, Ele é a Palavra. “E, quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo. Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu. Mas antes de todas estas coisas lançarão mão de vós, e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e às prisões, e conduzindo-vos à presença de reis e presidentes, por amor do meu Nome. E vos acontecerá isto para testemunho. Proponde, pois, em vossos corações não premeditar como haveis de responder; Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem. E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós. E de todos sereis odiados por causa do meu Nome. Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça.” (Lucas 21:9-18).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino 

%d blogueiros gostam disto: