IA DE CIDADE EM CIDADE

TUDO SUPORTO
21 de setembro de 2018
COMIDA NEM BEBIDAS
24 de setembro de 2018


“E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o Evangelho do Reino de Deus; e os doze iam com Ele.” (Lucas 8:1)

 

          Jesus foi o primeiro pregador itinerante da Bíblia, isto porque vemos vários pregadores na Bíblia, mais precisamente no Antigo Testamento, mas que ficavam em uma determinada região. Por exemplo, muitos pregavam contra várias nações, mas eles mesmos ficavam em uma cidade somente, como é o caso de Ezequiel, Jeremias, Isaías, tantos outros que geralmente estavam em Israel ou em Judá. Mas Jesus não ficava parado, Ele estava em constante movimento, levando a mensagem, levando o seu Evangelho, viajando por toda parte, tanto para Israel quanto para Samaria, Judá, Jerusalém. Muitos acham que Jesus veio para fazer milagres, que Ele veio para abençoar somente, mas, a bem da verdade, a missão de Jesus foi de nos comprar de volta com o seu Sangue, com a sua vida. Jesus veio para ser preso, crucificado e morto em nosso lugar. Temos que entender que a sua morte na cruz não foi um ato aleatório, não foi algo que aconteceu contra a vontade de Deus Pai. Ao contrário, Jesus veio exatamente para isso, e Ele tinha conhecimento disso. Jesus pregou o Evangelho por toda parte durante aproximadamente três anos, mostrando a todos que o Reino de Deus havia chegado. Ele falava, ensinava a seus discípulos tudo, e nada deixava encoberto, falava até da maneira como seria preso, crucificado, que seria abandonado por todos, inclusive por eles, assim como aconteceu. Jesus ia por toda parte falando das coisas concernentes ao Reino, falava do futuro, da Salvação, de amor, explicava que o Amor do Pai é o que devemos imitar, e não esse sentimento humano corrompido, que dizem ser amor. Temos por base o Amor de Deus por seu Filho Jesus Cristo, que o enviou para sofrer, para ser humilhado, espancado, crucificado e morrer na cruz do Calvário. Jesus amava o povo, a humanidade. Ele se humilhou, se destituiu do seu Poder e veio como um simples mortal disposto a passar por tudo o que o Pai tinha planejado para Ele. Isso é amor, pois se entregou por nós quando não merecíamos nada, a não ser a morte, quando o que merecíamos era o sofrimento eterno, mas o seu Amor nos deu condição de sermos salvos Nele, através Dele, da sua morte sacrificial. Deus, amando o seu Filho, Ele o enviou para sofrer e morrer aqui em nosso lugar, mas o recompensou colocando o seu Nome na mais alta honra, e hoje todos os joelhos se dobram para Ele, tanto no céu como na terra, pois sabem que somente Ele tem Poder.

 “E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios.” (Lucas 8:2) Além dos discípulos que andavam com Jesus, mais precisamente os doze, entre eles o ladrão e traidor Judas Iscariotes, havia várias mulheres que eram também discípulas de Jesus. Isto não quer dizer que elas eram pregadoras ou algo semelhante, pois o Senhor não as enviou como pastoras ou pregadoras, só enviou os homens, uma vez que esse ministério é exclusivo dos homens. Hoje as mulheres que se levantam como pastoras, como líderes espirituais, estão simplesmente adulterando a Palavra de Deus, prova tal que, quando Jesus enviou os doze para pregar que o Reino de Deus havia chegado, e dando-lhes poder para operar milagres, Ele não enviou junto nenhuma das mulheres. Quando enviou mais setenta discípulos para pregar, para preparar, avisar em todas as cidades que Ele iria passar, também não enviou nenhuma das mulheres. Mas essas mulheres eram discípulas de Jesus porque procuravam colocar em prática os seus ensinamentos, além de ajudar na organização e sustentar o ministério. Eram mulheres bondosas, caridosas, que mantinham o ministério, sustentavam-no com seus recursos, pois, como Jesus e os seus discípulos viviam em constante movimento pregando o Evangelho, Ele não trabalhava e nem os discípulos para ganharem dinheiro para se sustentar. Os discípulos e Jesus eram sustentados pelo ministério, que, a bem da verdade, era suprido por várias mulheres caridosas, mulheres que tinham sido abençoadas, algumas tinham sido libertas de demônios e de outros males. Elas faziam questão de ajudar, de sustentar, porque sabemos que Jesus não tinha dinheiro, vivia graças ao Maná do Pai, prova tal que sabemos que certa vez cobraram Dele os impostos do templo e nem Ele nem Pedro tinham o dinheiro, mas Ele mandou Pedro pescar e tirar o dinheiro da boca de um peixe para pagar o imposto. Vimos que Jesus não obteve ou desfrutou de nenhum benefício ou regalia, pois Ele pagou até os impostos do templo que os homens consideravam casa do Senhor. Portanto, o ministério das mulheres é organizar, sustentar, zelar pelo ministério, pela igreja, e não pregar, porque Jesus não deu autoridade a nenhuma mulher de pregar para homens. Que elas sejam cuidadosas com a igreja, e, se tiverem condições, ajudem a mantê-la, ou que trabalhem na igreja, e que os homens se dediquem à pregação e ao ensino do Evangelho de Jesus Cristo. Os pastores, os que ensinam a Palavra de Deus, devem viver da própria obra, do ministério, não digo viver no luxo, ou conforto, mas serem mantidos pela igreja, porque não podem abandonar as ovelhas, abandonar a sua missão para irem se dedicar a um trabalho secular. Devemos ser sábios e praticar o Evangelho, e não procurar satisfazer as nossas vontades. “E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens.” (Lucas 8:3).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

%d blogueiros gostam disto: