SEGUNDO SÁBADO

JESUS É UNGIDO
27 de setembro de 2018
SINÉDRIO
28 de setembro de 2018


“E aconteceu que, no segundo sábado após o primeiro, passou pelas searas, e os seus discípulos iam arrancando espigas e, esfregando-as com as mãos, as comiam. E alguns dos fariseus lhes disseram: Por que fazeis o que não é lícito fazer nos sábados?” (Lucas 6:1-2)

 

          Sabemos que uma das desculpas que os judeus, os fariseus, as autoridades religiosas acharam na época para acusar Jesus foi o fato de Ele operar milagres nos dias de sábados. Aqui vemos o relato de um dia de sábado. Jesus e os seus discípulos estavam andando, como sempre Ele fazia, indo de uma cidade a outra pregando o Evangelho do Reino, quando passaram por uma plantação. Como estavam com fome, os discípulos foram até a plantação, pegaram espigas e começaram a comê-las ali, in natura. Quero deixar bem claro que eles não estavam fazendo nada de errado, não estavam furtando, porque, segundo a lei, na época da colheita, as pessoas deveriam colher, mas sempre deixar um pouco para que, se alguém quisesse, pudesse pegar e se alimentar. Assim era legal, era permitido, autorizado qualquer pessoa que estivesse com fome ou passando necessidade apanhar espigas para se alimentar, inclusive, quando era época da colheita, o que caía no chão não poderia ser apanhado pelo dono, pois ficava para os que necessitassem. Assim, os discípulos que estavam famintos colheram espigas e se alimentaram, mas os religiosos que andavam procurando pretextos para acusar Jesus, principalmente por inveja, o questionam sobre isso, sobre o fato de os discípulos estarem colhendo no sábado, para se alimentarem. Devemos observar que os discípulos estavam somente apanhando para comer na hora, e não para levar para as suas casas. Assim, os fariseus estavam questionando o fato de os discípulos se alimentarem em dia de sábado. Mas não existia e nem nunca houve proibição do Senhor de as pessoas comerem, se alimentarem nos dias de sábados. Inclusive, vejo religiões, seitas afirmarem que não se pode fazer nada em dias de sábados, e na verdade é uma maneira, uma desculpa de serem pessoas que praticam uma religião qualquer e que, na verdade, procuram seguir um rito que não existe mais, mesmo porque a proibição dos sábados foi no Antigo Testamento, foi na época da lei, e hoje vivemos na Graça, vivemos em Jesus, assim obedecemos somente ao que Ele determina, e não à antiga lei que se cumpriu Nele. Temos que entender que só existe um Testamento, porque o Novo invalida o Antigo, isto é fato.

       “E Jesus, respondendo-lhes, disse: Nunca lestes o que fez Davi quando teve fome, ele e os que com ele estavam? Como entrou na casa de Deus, e tomou os pães da proposição, e os comeu, e deu também aos que estavam com ele, os quais não é lícito comer senão só aos sacerdotes? E dizia-lhes: O Filho do homem é Senhor até do sábado.” (Lucas 6:3-5). Jesus responde mostrando-lhes o que aconteceu mesmo no tempo da Lei, quando Davi, fugindo de Saul, foi até o sacerdote pedindo algum alimento, e só tinha pão consagrado, o que não era lícito, não era permitido comer, mas ele o comeu, porque estava com fome, e o sacerdote deu o pão não somente para ele mas também para seus companheiros se alimentarem. Deus já tinha deixado claro que quer de todos obediência, e não sacrifícios, quer misericórdia, e não sacrifícios, portanto, o Senhor não está querendo ou desejando que alguém sofra de maneira deliberada por cumprir uma lei. Jesus afirma que Ele é o Senhor dos sábados, portanto, se Ele, o Senhor, está autorizando, permitindo, concordando que as pessoas comam, colham, façam qualquer coisa no sábado, quem somos nós para dizer o contrário? Jesus é Deus, como Ele mesmo disse: “quem vê a mim vê o Pai”, pois Ele e o Pai são um. Por isto era o próprio Deus concordando que os discípulos colhessem e se alimentassem em dia de sábado e mais, o próprio Deus, que é Jesus, está afirmando que é o Senhor dos sábados, portanto, não existe essa questão de guardar os sábados. Temos que saber que a guarda dos sábados foi na época em que o Senhor tirou o povo do Egito, onde eram escravos, portanto, trabalhavam de segunda a segunda, e o Senhor primeiro queria que eles tivessem um dia de descanso, e, segundo, um dia para se dedicarem ao Senhor. Hoje podemos descansar nos dias de sábados ou outro dia qualquer, sabendo que os sábados são um dia como outro qualquer. “E aconteceu também noutro sábado, que entrou na sinagoga, e estava ensinando; e havia ali um homem que tinha a mão direita mirrada. E os escribas e fariseus observavam-no, se o curaria no sábado, para acharem de que o acusar. Mas Ele bem conhecia os seus pensamentos; e disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te, e fica em pé no meio. E, levantando-se ele, ficou em pé. Então Jesus lhes disse: Uma coisa vos hei de perguntar: É lícito nos sábados fazer bem, ou fazer mal? Salvar a vida, ou matar? ” (Lucas 6:6-9). Jesus logo no sábado seguinte entrou no templo, na sinagoga dos judeus, e ali se encontrava um homem que tinha uma mão deficiente, e Jesus, como Deus, sabia o que os religiosos, os fariseus estavam pensando. Mas Ele agora lhes questiona se é lícito, se é autorizado fazer o bem ou o mal em dia de sábado, porque, se Ele não curasse aquele homem, Ele estaria fazendo o mal, pois Ele tinha Poder para curar, e, não o curando, estava se omitindo, e omissão é pecado. Jesus, mais uma vez, mostra que não existe essa questão de sábado para Ele, e cura o homem. Nós também devemos fazer o bem todos os dias, inclusive nos dias de sábado, sabendo que não existem dias diferenciados para Deus. “E, olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele assim o fez, e a mão lhe foi restituída sã como a outra. E ficaram cheios de furor, e uns com os outros conferenciavam sobre o que fariam a Jesus.” (Lucas 6:10-11).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

 

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

%d blogueiros gostam disto: