EVANGELHO E OUTRAS DOUTRINAS

INSTRUÇÕES PRATICAS
24 de janeiro de 2019
E A CONDENAÇÃO
27 de janeiro de 2019


“Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, e do Senhor Jesus Cristo, esperança nossa, a Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor. Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina.” (1 Timóteo 1:1-3)

 

          Paulo, como sempre, inicia as suas cartas se identificando, dizendo quem é e o que faz, e principalmente que é um servo de Deus e de Cristo, além de cumprimentar com o cumprimento cristão, como Jesus assim determinou, dando, oferecendo paz. Nesta carta endereçada ao jovem pastor Timóteo, ele faz uma série de recomendações a Timóteo para que as aplicasse na igreja em Éfeso. Paulo está preocupado com o que é doutrinado na igreja, uma vez que muitos pregadores estavam ensinando muita coisa que não era exatamente o Evangelho de Jesus Cristo, porque pregavam sobre a lei, e também perdiam muito tempo falando sobre a história de Israel, além, é claro, de disfarçadamente trazerem heresias, ou seja, ensinos estranhos. Isso é exatamente o que acontece muito nas igrejas atuais, onde os pregadores ensinam de tudo, pregam sobre tudo, mas não o Evangelho de Jesus Cristo, pois citam o Evangelho, os versículos, mas os distorcem para agradar ao povo, ou para justificar a pedição de ofertas. Como o objetivo da maioria dos pregadores é agradar ao povo, é fidelizar, é fazer com que voltem a seus templos, é prepará-los para ofertarem cada vez mais, então não pregam o Evangelho expositivo, não condenam o pecado, não chamam à santidade, não pregam sobre salvação. Eles falam de prosperidade, de bênçãos, de perdão e de um amorzinho que não é bíblico, que não existe no Evangelho de Jesus Cristo. “Nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora.” (1 Timóteo 1:4). Muitos se esmeram em pregar sobre Davi, Salomão, Samuel, Josué e outros, dando a entender que o que aconteceu com eles também acontecerá com as pessoas agora. Ficam remoendo a história de Israel, esquecendo que nós vivemos na Graça e que devemos fazer a nossa história, e não tentar imitar a de outros, mas simplesmente viver e obedecer a Jesus Cristo.

      “Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam.” (1 Timóteo 1:5-7). Não podemos nos desviar da nossa fé em Jesus Cristo. Sabendo disso, então temos consciência de que a lei se cumpriu Nele, portanto, não vivemos e não praticamos nenhuma lei, mas vivemos Nele, obedecemos aos seus preceitos e mandamentos. Não estamos preocupados com o que Moisés disse ou deixou de dizer, estamos preocupados com tudo o que Jesus determinou. Quando nos desviamos de Cristo, quando queremos ir além, quando queremos ultrapassar o Evangelho, então criamos confusão para nós e para outras pessoas, e principalmente estamos caminhando para a derrota final. Não podemos tentar dar uma de mestres, de sabichões e irmos além do que Jesus falou, pois o que Ele disse, o que nos deixou é mais do que o suficiente para vivermos e desfrutarmos de paz, e com certeza obtermos a salvação. São muitos os pregadores que falam e ensinam o que eles mesmos não sabem, não têm conhecimento, são muitos os que falam o que eles mesmos não acreditam, são muitos os hipócritas nos púlpitos de templos denominacionais. “Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, Conforme o Evangelho da Glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado.”(1 Timóteo 1:8-11). Procuram se justificar na lei, mas esquecem que a lei foi criada para os que vivem nos erros, uma vez que quem vive na Graça, vive em Jesus Cristo, vive no Evangelho já cumpre toda a lei de Cristo. E é essa lei que que nos conduz à salvação, à lei de Cristo, e na lei de Cristo há liberdade, e não exigências sem fim, há simplesmente obediência, e Ele mesmo a viveu, porque tudo o que Cristo nos pede que façamos Ele fez primeiro, quer somente que o sigamos. Devemos entender que a lei não salva e nem salvou ninguém, sabemos que a salvação vem é de Cristo, portanto, obedeçamos a Ele e vivamos Nele. Não podemos nos preocupar com o que os profetas, ou a lei diz, e muito menos com a história de Israel, pois é algo consumado. A história de Israel é para termos conhecimento do que aconteceu, é o testemunho do Poder de Deus, e não para esperarmos que o mesmo que aconteceu naquela época aconteça conosco agora, somente nos acontecerá o que Jesus disse que acontecerá. “E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério; A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade. E a Graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo. Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer Nele para a vida eterna. Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja Honra e Glória para todo o sempre. Amém.” (1 Timóteo 1:12-17).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

%d blogueiros gostam disto: