Amigo Traidor

A Fé
12 de abril de 2019
Tome a sua cruz
15 de abril de 2019

“Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes, E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata, E desde então buscava oportunidade para o entregar.” (Mateus 26:14-16)

Os doze discípulos eram os mais chegados a Jesus. Ele tinha muito mais do que doze, mas ao longo do seu Ministério muitos o abandonaram, outros ficaram no anonimato, ou escondidos, com medo dos fariseus. Mas esses doze eram os que mais conviviam com Jesus e eram por Ele chamados de amigos, inclusive veremos à frente que Judas Iscariotes chegou com os guardas e o beijou, e Jesus o chamou de amigo. Mas, a bem da verdade, todos nós devemos esperar traições de amigos, pois inimigos não nos traem, eles atacam, mas não traem, porque de inimigos estamos sempre esperando o mal, já amigos não esperamos que possam fazer algo que venha a nos prejudicar. Mas Jesus sabia e esperava a traição, porque Ele já tinha essa revelação, primeiro por ser Deus, e segundo porque estava nas Escrituras, os profetas já tinham dito isso a Ele. Judas Iscariotes era um discípulo de Jesus, era um amigo, e tinha durante três anos andado, convivido com Jesus, tinha visto inúmeros milagres e sinais, tinha recebido Poder do Senhor quando foi enviado para avisar que Jesus estava indo. Mesmo assim foi usado pelo diabo para o trair, portanto, essa lição serve para que todos nós saibamos que não devemos depositar as nossas forças, confiança em um ser humano, mas somente no Senhor, saber que o nosso maior amigo humano poderá nos trair a qualquer momento. “E, no primeiro dia da festa dos pães ázimos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa?” (Mateus 26:17). Judas vendeu Jesus por dinheiro, apesar de não ser novidade para um homem que tinha o caráter dele, uma vez que sabemos que ele era ladrão, já ele era uma espécie de tesoureiro do Ministério de Jesus, porque ficava responsável pelas ofertas, e ele sempre roubava, como a Bíblia nos fala. Portanto, ele já estava traindo Jesus há muito tempo porque, quando estava roubando, já o estava traindo, e o que Ele fez, no final, foi somente a traição maior, porque dessa vez ele vendeu Jesus, ele simplesmente trocou seu amigo, a vida do seu amigo por trinta moedas. Assim também são muitos os amigos, esposas, esposos que vivem traindo seu cônjuges até chegar a algo maior.
“E Ele disse: Ide à cidade, a um certo homem, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a páscoa com os meus discípulos.” (Mateus 26:18). Mesmo Jesus sabendo de tudo o que ia acontecer, mesmo sabendo que seria traído, na verdade sabendo que a traição já estava planejada, mesmo sabendo quem era o traidor, Ele ainda assim quis participar da ceia de páscoa com todos eles, e veremos que Ele, durante a refeição, fez questão de avisar que sabia que um deles seria o seu traidor. Jesus, sabendo de tudo o que o esperava, ainda se preocupava em nos dar ensinamentos, e não ficou a lamentar, não foi reclamar ou chamar a atenção do traidor, nem lhe pediu para não o entregar. Jesus tinha programado a ceia e procurou cumprir tudo o que estava planejado, fez questão de cumprir toda a Palavra. “E os discípulos fizeram como Jesus lhes ordenara, e prepararam a páscoa. E, chegada à tarde, assentou-se à mesa com os doze. E, comendo eles, disse: Em verdade vos digo que um de vós me há de trair. E eles, entristecendo-se muito, começaram cada um a dizer-lhe: Porventura sou eu, Senhor? E ele, respondendo, disse: O que põe comigo a mão no prato, esse me há de trair.”(Mateus 26:19-23). Agora, na hora da ceia, Jesus fala de maneira aberta que um dos seus discípulos, um dos seus amigos, um dos que estavam ceando com Ele iria traí-lo, o entregaria para que fosse preso e morto. Os discípulos todos se entristeceram ao saber que de alguma maneira um deles o trairia, portanto cada um lhe pergunta se era ele, mas Jesus responde simplesmente que daqueles que estavam comendo junto com Ele um iria traí-lo. Onze discípulos ficaram preocupados e tristes ao saber que um deles seria o traidor, pois imaginavam que eles poderiam fazer isso sem perceber, ou seriam obrigados, ou não sabiam como seria, pois poderiam sofrer interrogatório, acabar falando demais, entregando o seu Mestre. Por isto cada um deles pergunta se por acaso seria ele, mas o Senhor não entregou Judas, pois não era isso que estava nas Escrituras. “Em verdade o Filho do homem vai, como acerca Dele está escrito, mas aí daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para esse homem se não houvera nascido. E, respondendo Judas, o que o traía, disse: Porventura sou eu, Rabi? Ele disse: Tu o disseste.” (Mateus 26:24-25). Jesus fala que o traidor passaria por um grande sofrimento pela frente, e que seria melhor se não tivesse nascido. Mas o próprio traidor ainda teve a cara de pau de perguntar se por acaso seria ele o traidor; Jesus simplesmente disse: “você é que está dizendo”, ou “você disse”, e não acrescentou nada mais para que os outros não percebessem, não soubessem e pudessem tentar alguma coisa contra Judas, assim atrapalhando o que já estava previsto por Deus. Igual a Judas Iscariotes são muitos os traidores de Jesus, mas não pensem que o Senhor não sabia que eles os estavam traindo, Ele simplesmente deixa que a Palavra se cumpra, mas ai desses que se propõem a isso. “E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; Porque isto é o meu Sangue, o Sangue do Novo Testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.” (Mateus 26:26-28).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: