Multidões

Andar como Jesus
14 de maio de 2019
Teme ao SENHOR
15 de maio de 2019

“E disse-lhe um da multidão: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a herança.” (Lucas 12:13)

Jesus estava pregando, trazendo ensinamentos para a multidão, falando sobre conversão, sobre abandono de pecados, quando um homem no meio do povo grita pedindo a Jesus que fale com o seu irmão para dividir com ele, ou seja, entregar-lhe parte da herança que seus pais tinham deixado. Vemos que esse homem não fez nenhum pedido injusto, porque sabemos que os bens dos pais depois de falecidos são dos filhos, ou seja, têm que ser divididos igualmente entre os filhos. Hoje, quando os pais falecem e têm mais de um filho, é feito o inventário, que é um instrumento jurídico para que seja feita a partilha de maneira igualitária. Mas temos que entender que Jesus está falando de salvação, de vida e não de bens materiais, e esse homem estava preocupado com as coisas terrenas. Muitas vezes nós estamos ouvindo Jesus, estamos lendo a Bíblia, ou estamos até mesmo em um templo, em uma congregação e estamos pensando em coisas materiais. Estamos ali, mas buscando uma solução para os nossos problemas financeiros, comerciais, profissionais, e não estamos buscando a cura de que necessitamos para nossa alma, a cura que o Senhor prometeu nos dar, não estamos preocupados com a vida. “Mas Ele lhe disse: Homem, quem me pôs a mim por juiz ou repartidor entre vós?” (Lucas 12:14). Mas essa resposta de Jesus cala muitos pregadores atuais, muitas pessoas que vão a templos em busca de bênçãos materiais, porque o Senhor responde com outra pergunta, já que Ele não tem compromisso com bênçãos materiais. Jesus não está preocupado se vamos receber uma herança ou não, se vamos receber o salário ou não, ou se receberemos o que temos direito aqui sobre qualquer coisa, porque o compromisso do Senhor é com a nossa vida. Ele veio ao mundo e sofreu todos os tipos de humilhações, dores, sofrimentos e morreu na cruz crucificado para nos dar vida, para que pudéssemos ser salvos. Não foi para que pudéssemos ter dinheiro ou bens materiais, ou para que pudéssemos desfrutar de qualquer coisa aqui, portanto, não temos e não podemos ficar pedindo a Ele as coisas materiais, pois na própria Palavra sabemos que o príncipe deste mundo não é Cristo, mas o nosso adversário, e vimos isto quando Ele tentou Jesus e lhe ofereceu essas coisas e deixou bem claro que tudo era dele, pois lhe foi entregue. Não podemos ficar orando, pedindo a Deus essas coisas materiais, pois não existe compromisso Dele com nada disso.

      “E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.” (Lucas 12:15). Jesus continua falando, e agora trazendo ensino sobre esse tema, mostrando que a nossa vida não é avaliada pelo que temos ou pelo que somos financeiramente aqui. Que o Senhor não nos avalia pelo nosso patrimônio material, mas sim pelo espiritual, e o que temos aqui nada mais é do que para desfrutarmos, ajudarmos, abençoarmos a quem necessita. Não podemos ficar preocupados em ganhar dinheiro, em economizar, pois não sabemos o que pode nos ocorrer no próximo minuto. Podemos ser chamados para partir deste mundo, e o que temos será o que vivemos diante do Senhor, pois todo o resto ficará aqui, e outros desfrutarão. Portanto, temos que compreender que os que se dedicam a enriquecer, a ter cada vez mais dinheiro estão longe do Senhor, e Jesus em vários momentos mostrou a impossibilidade de os ricos entrarem no Reino de Deus, mostrou a incompatibilidade entre o dinheiro e Deus. “E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; E arrazoava ele entre si, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.”(Lucas 12:16-19). Nesta parábola Jesus mostra um homem ganancioso que se dedicou a ganhar dinheiro, e quando achou que tinha tudo, que poderia descansar, desfrutar da sua prosperidade, teve uma surpresa, porque as pessoas dedicam a vida a ganhar dinheiro, a trabalhar de maneira incansável para desfrutar de uma boa aposentadoria, mas nem mesmo sabem se conseguirão chegar à idade de se aposentar. As pessoas se preocupam em ter dinheiro, conforto, luxo, em ter segurança econômica, e esquecem que deveriam se preocupar em primeiro lugar com a segurança eterna, em ter um lugar, uma vida para desfrutar por toda a eternidade. Não quero dizer que não devemos trabalhar, muito pelo contrário, mas devemos sim priorizar a nossa vida com Cristo, pois não sabemos a hora que partiremos daqui, e, depois que partirmos, não teremos mais oportunidade de arrependimento. “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.” (Lucas 12:20-21). Podemos ser ricos materialmente aqui, podemos ter tudo, mas, se não estivermos com o Senhor, partiremos daqui e nada levaremos, pois tudo deixamos aqui para que outros desfrutem, e então iremos padecer por toda a eternidade. Assim, se somos sábios, dediquemos nossas vidas a buscar a presença do Senhor, dediquemos nossas vidas a agradar a Deus, a fazer a sua vontade, pois Ele é quem nos dará a vida. Temos que analisar se podemos, se devemos ficar orando, pedindo ao Senhor coisas e bens materiais, se não devemos simplesmente confiar Nele, buscá-lo em primeiro lugar, sabendo que as demais coisas de que necessitamos Ele nos supre. “E disse aos seus discípulos: Portanto vos digo: Não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis. Mais é a vida do que o sustento, e o corpo mais do que as vestes. Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves?”(Lucas 12:22-24).

 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: