Fazendo piadas com Jesus

Separados estais de Cristo
6 de junho de 2019
Aquele que Nele crê
7 de junho de 2019

“E constrangeram um certo Simão, cireneu, pai de Alexandre e de Rufo, que por ali passava, vindo do campo, a que levasse a cruz. E levaram-no ao lugar do Gólgota, que se traduz por lugar da Caveira. E deram-lhe a beber vinho com mirra, mas Ele não o tomou.” (Marcos 15:21-23)

Depois de prenderem Jesus Cristo, o Filho de Deus, e o submeterem a um julgamento ilegal, condenaram-no à morte crucificado. Após Pilatos lavar as mãos, Jesus foi espancado e levado para um lugar chamado caveira, para ser crucificado. Obrigaram um senhor que vinha do seu campo para levar parte da cruz, que era dividida em duas partes e somente pregada ou amarrada em formato de cruz no local. Possivelmente Jesus tenha carregado o travessão, ou seja, já estava pregado nela, e no local simplesmente colocaram a coluna que Simão levou. Jesus foi conduzido ao lugar em que viria a morrer, e tão logo chegou, eles o crucificam e deram-lhe a beber vinho misturado com mirra, pois era como um anestésico da época, já que o objetivo era fazer Ele ficar relaxado e sem condições de se firmar sobre as pernas e braços. O que mata na crucificação não é a crucificação em si, e sim a sufocação, porque, enquanto a pessoa consegue se firmar nas pernas e braços na cruz, ela consegue respirar, mas, quando as forças acabam, ela morre. Por isso, ao darem essa bebida ao Senhor, o objetivo deles era que Ele morresse logo. “E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sobre elas sortes, para saber o que cada um levaria. E era a hora terceira, e o crucificaram.” (Marcos 15:24-25). Mas tudo o que aconteceu a Jesus já há muito fora revelado pelos profetas. Deus Pai tinha usado os profetas para deixar registrada a vinda de Jesus bem como o seu ministério até a sua morte. A traição de Judas, até mesmo o preço pelo qual ele vendeu Jesus, também que Ele seria crucificado e suas roupas seriam divididas, assim tinha sido revelado. Deus não deixa nada escondido, e até o fato de darem mirra para Ele beber estava registrado. Olha que estamos falando de muitos anos antes, melhor dizendo, centenas de anos antes, quando Moisés, Davi, Ezequiel e Isaías, além de vários outros profetas, falaram da vinda do Messias. Isaías, que viveu aproximadamente setecentos anos antes da vinda de Cristo, foi o profeta que mais falou da vida de Jesus, por tal motivo é conhecido como o profeta Messiânico.
“E por cima Dele estava escrita a sua acusação: O REI DOS JUDEUS. E crucificaram com Ele dois salteadores, um à sua direita, e outro à esquerda. E cumprindo-se a escritura que diz: E com os malfeitores foi contado.” (Marcos 15:26-28).Tudo o que aconteceu simplesmente estava cumprindo as Escrituras, o que antes já tinha sido revelado, ou seja, o que era o plano do Pai. Jesus sabia de tudo isso e foi obediente. Mesmo sabendo de todo o sofrimento que o aguardava, Ele foi obediente ao Pai, e obediência até a morte de cruz. Jesus foi o Cordeiro mudo, porque Ele não abriu a boca para se defender, para dizer que era inocente, ou pedir clemência, porque Ele sabia que aquele era plano do Pai, portanto, simplesmente se submeteu, e por tal motivo foi vencedor e recebeu Todo o Poder, tanto no Céu como na terra. Como não tinham do que acusá-lo, Pilatos escreveu a acusação na cruz – O Rei dos Judeus –, só que ele não sabia a grande verdade que estava escrevendo, porque Jesus é o Rei dos judeus e de todo o mundo, afinal, Ele é o Rei dos reis. Fizeram questão de tentar denegrir a imagem de Jesus e o crucificaram ao lado de dois bandidos, dois ladrões, tentando compará-lo com bandidos, mas todos sabiam que Ele era inocente. Jesus, quando foi condenado, libertou um que estava sentenciado, pois o povo exigiu a soltura de Barrabás, um bandido, homicida, e a prisão e morte do Filho de Deus. “E os que passavam blasfemavam Dele, meneando as suas cabeças, e dizendo: Ah! tu que derrubas o templo, e em três dias o edificas, Salva-te a ti mesmo, e desce da cruz. E da mesma maneira também os principais dos sacerdotes, com os escribas, diziam uns para os outros, zombando: Salvou os outros, e não pode salvar-se a si mesmo. O Cristo, o Rei de Israel, desça agora da cruz, para que o vejamos e acreditemos. Também os que com Ele foram crucificados o injuriavam.” (Marcos 15:29-32). Jesus foi motivo de riso e piadas, pois todos estavam escarnecendo Dele. Vemos a maldade desse povo, porque nem mesmo o vendo ali na agonia da morte não deixaram de fazer suas piadas. Estavam rindo daquele que somente tinha feito o bem a eles, pois tinha curado muitos, aberto os olhos de muitos cegos, libertado vários do domínio do mal, tinha alimentado muita gente quando nas multiplicações dos pães, além de ter ressuscitado mortos, como no caso de Lázaro, da filha de Jairo e da viúva de Naim. Não tiveram respeito sequer pelo sofrimento, pela dor pela qual Ele estava passando, mas era a Palavra de Deus se cumprindo. “E, chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona. E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lamá sabactâni?” cuja tradução é: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”. “E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Eis que chama por Elias. E um deles correu a embeber uma esponja em vinagre e, pondo-a numa cana, deu-lho a beber, dizendo: Deixai, vejamos se virá Elias tirá-lo. E Jesus, dando um grande brado, expirou. E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo. E o centurião, que estava defronte Dele, vendo que assim clamando expirara, disse: Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus.” (Marcos 15:33-39).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: