Perseguindo

Dá instrução ao sábio
13 de junho de 2019
Porque do céu se manifesta a ira de Deus
14 de junho de 2019

“E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote. E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns deste Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.” (Atos 9:1-2)

Saulo de Tarso, que é o mesmo que Paulo, porém antes da sua conversão, era assim conhecido, época em que era um fariseu extremamente comprometido com a lei judaica, mas por achar que os cristãos eram pessoas que viviam contra a lei de Deus. Ele pensava assim exatamente por desconhecer a vontade do Senhor, e por esse motivo era um perseguidor da igreja. Por ser zeloso do que acreditava, procurava de todas as formas combater os seguidores de Jesus, pois entendia que eram pessoas que eram contrárias à Palavra de Deus. Assim, de maneira ferrenha, ele os perseguia, prendia e concordava com as suas mortes. Paulo odiava todos os cristãos e queria todos mortos e presos, e por tal motivo dirigiu-se ao sumo sacerdote, a maior autoridade religiosa, e pediu autorização para sair em perseguição aos crentes, em Damasco, e os trazer presos, arrastados para Jerusalém. Não podemos condenar as ações de Paulo, pois o que ele fazia era por ignorância, por desconhecer Jesus e por achar que estava fazendo a vontade de Deus. Assim também são várias as pessoas que não suportam falar em cristianismo ou em evangélicos, em pastores, por desconhecerem o Evangelho de Jesus Cristo. E infelizmente há muitas heresias, muitas denominações, supostos pastores que com as suas ações só conseguem denegrir a imagem do Evangelho, fazendo com que pessoas não queiram conhecer Cristo. “E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu.” (Atos 9:3). Paulo, seguindo para Damasco para prender os evangélicos, os seguidores de Jesus daquela região, se deparou com o próprio Jesus. São muitos os que procuram escarnecer do Evangelho, que perseguem os cristãos, os que se acham superiores e acabam se deparando com Cristo. Convertem-se ao Senhor e são transformados em cristãos verdadeiros e fiéis, muitas vezes muito mais fiéis dos que aqueles que estão há anos no Evangelho, ou até mesmo que tenham nascido em berço evangélico.
“E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.” (Atos 9:4-5). Quando Jesus aparece, Ele joga por terra toda arrogância, toda soberba, toda superioridade, porque só um tem Poder, e esse é Ele. Jesus aparece a Paulo e o joga no chão questionando-o do porquê ele o estar perseguindo, porque todas as vezes que perseguimos um servo fiel de Cristo, estamos perseguindo o próprio Cristo. Jesus o jogou no chão para que ele soubesse que ele não era nada, e ainda o questiona do porquê o estar perseguindo. Paulo nada sabia de Cristo, prova tal que pergunta quem era Ele, porque realmente ele não sabia quem o havia derrubado, quem estava falando com ele, quem o estava questionando, quem era a Luz verdadeira, ele não sabia nem quem ele estava perseguindo. Mas Jesus lhe responde, se identifica e fala que é o Cristo, é Jesus quem ele está perseguindo, porque o Senhor já tinha dito que todas as vezes que perseguirmos um pequenino que creia no Nome Dele estaremos perseguindo-o. Jesus ainda diz para Paulo que é duro ele ir contra Jesus, porque só se fere, só se machuca – aguilhões são aquelas varas com pontas usadas para conduzir o gado no carro, assim todas as vezes que os bois tentam se rebelar, são feridos. Assim estava sendo Paulo. “E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer. E os homens, que iam com ele, pararam espantados, ouvindo a voz, mas não vendo ninguém.” (Atos 9:6-7). Vejamos que Paulo era um homem temente, pois, quando o Senhor se identifica para ele, automaticamente ele já lhe pergunta o que quer que ele faça. Ele se coloca imediatamente na condição de servo. Jesus então manda-lhe ir em frente, seguir até a cidade de Damasco, que lá ele seria orientado sobre o que deveria fazer e como proceder. Os companheiros de Paulo todos ouviram a voz, mas não viram ninguém, porque o Senhor naquele momento apareceu, veio chamar Paulo, a revelação era para ele e não para todos. Temos que compreender que muitas vezes o Senhor aparece para algumas pessoas, muitas vezes o Espírito se revela para alguns e não para outros, não obstante estarem todos juntos. Não podemos esquecer que os planos do Senhor não são os mesmos que os nossos. “E Saulo levantou-se da terra, e, abrindo os olhos, não via a ninguém. E, guiando-o pela mão, o conduziram a Damasco. E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.” (Atos 9:8-9). Vejamos a obediência de Paulo, pois, como o Senhor mandou-lhe entrar na cidade e aguardar, ele não questionou, simplesmente fez o que lhe foi mandado. Estava cego, porque o Senhor o cegou para que ele pudesse enxergar não com os olhos físicos, mas com os espirituais, para que pudesse se examinar, olhar mais para dentro de si mesmo. Esses três dias em que jejuou, se examinou, orou, foram a base para o início do seu ministério como servo de Cristo. “E havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias; e disse-lhe o Senhor em visão: Ananias! E ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor. E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando; E numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias, e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver. E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; E aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu Nome. Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu Nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu Nome.”(Atos 9:10-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: