Cadeira de Moisés

A armadura de Deus
12 de julho de 2019
Exortação a conservar a liberdade cristã
15 de julho de 2019

“Então falou Jesus à multidão, e aos seus discípulos, Dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus. Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem; Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com seu dedo querem movê-los; e fazem todas as obras a fim de serem vistos pelos homens; pois trazem largos filactérios, e alargam as franjas das suas vestes, e amam os primeiros lugares nas ceias e as primeiras cadeiras nas sinagogas, e as saudações nas praças, e o serem chamados pelos homens; Rabi, Rabi.” (Mateus 23:1-7)

Jesus fala sobre os religiosos que ensinam a Palavra de Deus, mas eles mesmos não a praticam. Portanto, devemos observar o que falam, mas jamais querer imitá-los, pois vivem totalmente contrários à Palavra de Deus. Por esse motivo, Jesus os chamava de hipócritas. Os religiosos são pessoas que exigem muito, que impõem às vezes doutrinas severas, difíceis de serem praticadas, e que na verdade trazem dificuldades e tristezas, mas eles mesmos nada fazem. Exemplo é o fato de muitos exigirem que as pessoas façam ofertas de sacrifícios, ou que participem de várias reuniões, esquecendo que elas têm os seus trabalhos e famílias para cuidar, além, é claro, da necessidade de descanso. Eles gostam de impor as suas doutrinas, mas eles mesmos não as praticam, gostam de serem reconhecidos como homens e mulheres de Deus, fazem questão disso, mas, quando os observamos na intimidade, vemos que são o oposto, pois eles mesmos fazem tudo aquilo que eles condenam em público. Gostam de serem chamados de pastores, bispos, apóstolos, mestres ou conferencistas, mas, na verdade, podem ser tudo, exceto homens de Deus, já que são comprometidos com as coisas do mundo e não têm temor a Deus, pois, apesar de conhecerem a Palavra de Deus, não a praticam.
“Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos. E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus. Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo. O maior dentre vós será vosso servo. E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.” (Mateus 23:8-12). Devemos ter sabedoria para saber que temos um único Mestre, que é o Mestre dos mestres, temos um só Deus, um só Senhor, que é Cristo, e todo o resto é simplesmente irmãos em Cristo, se forem praticantes da Palavra de Deus, porque, se não o forem, não fazem parte da igreja de Cristo. Temos que compreender que não existe santo, guru ou o que quer que seja a quem possamos chamar de Pai, pois só um é o nosso Pai, que é Deus, digo espiritualmente falando, porque temos os nosso pais carnais, nossos genitores, e não me refiro a esses. Não podemos tentar demonstrar que somos superiores aos outros, pois assim estamos mostrando que na verdade não somos nada e não conhecemos Cristo. Se o conhecemos, se procuramos viver segundo a sua Palavra, então sabemos que nada somos, que somos servos, que somos dependentes Dele. E por isto, na verdade, nos julgamos inferiores a todos, pois conhecemos os nossos pecados, nossos erros, sabemos que somos dependentes das misericórdias do Senhor, por isto a soberba e o orgulho não podem fazer parte das nossa vidas. Assumimos que somos eternos servos, que nada sabemos e somos dependentes da sabedoria Divina, que somos meramente os instrumentos, ferramentas para que o Senhor nos use, e por esse motivo nos alegramos. “Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o Reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando.” (Mateus 23:13). Mas os que se julgam superiores, os arrogantes, os soberbos, eles com os seus ensinos, suas pregações, ensinam doutrinas pesadas de homens, colocando dificuldades para as pessoas, essas que já estão perdidas. E isso faz com que essas pessoas também não alcancem o Reino de Deus, porque elas, ao perceberem as dificuldades, não desistem e acabam seguindo as doutrinas deles, que somente conduzem ao sofrimento e perdição eterna. Na verdade, eles impedem as pessoas de alcançarem a salvação. Mesmo que estejam falando, ou melhor, citando o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), eles estão trabalhando contra o Reino, são adversários, inimigos de Deus. Portanto, devemos sempre estar atentos à Bíblia, devemos meditar para saber se o que nos falam ou ensinam está de acordo ou não com a Palavra de Deus. “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que devorais as casas das viúvas, sob pretexto de prolongadas orações; por isso sofrereis mais rigoroso juízo. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós. Ai de vós, condutores cegos! pois que dizeis: Qualquer que jurar pelo templo, isso nada é; mas o que jurar pelo ouro do templo, esse é devedor. Insensatos e cegos! Pois qual é maior: o ouro, ou o templo, que santifica o ouro? E aquele que jurar pelo altar isso nada é; mas aquele que jurar pela oferta que está sobre o altar, esse é devedor. Insensatos e cegos! Pois qual é maior: a oferta, ou o altar, que santifica a oferta?” (Mateus 23:14-19).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: