Arrependimento

A bondade de Deus
9 de agosto de 2019
A fé perfeita em Deus
12 de agosto de 2019

“E, naquele mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios.” (Lucas 13:1)

Comentavam com Jesus sobre algumas pessoas da Galileia que Pilatos tinha mandado matar, pessoas que estavam adorando, oferecendo sacrifícios. Não sabemos quais as condições e nem por que Pilatos tinha dado essa ordem, porque vimos que, quando Jesus foi preso, esse governador tudo fez para o libertar. E por saber que ele agiu dessa maneira tão radical com essas pessoas, alguma coisa deve tê-lo irritado. O fato é que todos nós estamos sujeitos a ter as nossas vidas ceifadas, ou sermos feridos, machucados, mesmo estando na presença do Senhor, estando em um templo adorando-o. As pessoas fazem confusão, uma vez que acham que, por estarem servindo a Deus, orando, indo a templos, fazendo o que é certo, o que é a nossa obrigação, o mundo, as pessoas de um modo geral devem gostar disso e respeitá-las. Mas elas se esquecem de que estamos no mundo, e o mundo jaz (está morto) no maligno, portanto, sempre devemos esperar sermos perseguidos. Quando isso acontecer, não quer dizer que seja obra do diabo ou que estejamos no pecado, é simplesmente o Evangelho se cumprindo, porque Jesus disse que seríamos perseguidos, que aqui teríamos aflições, pois, assim como Ele foi perseguido, os seus seguidores também o seriam. “E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas?” (Lucas 13:2). Jesus pergunta-lhes se eles acham que aqueles galileus que foram mortos eram mais pecadores do que os outros, que por eles terem sofrido mortes violentas eram mais pecadores do que as outras pessoas. Nós, quando ficamos sabendo que houve alguma tragédia, algum mal, mortes, enfermidades, problemas financeiros, familiares ou outros com alguém que se identifica como cristão, como evangélico, ou até mesmo católico, as pessoas tendem a fazer julgamento dizendo que aquilo aconteceu ou está acontecendo porque as pessoas que estão sofrendo estão em pecado. Exatamente por desconhecerem o Evangelho, por não conhecerem Jesus Cristo, as pessoas ficam acusando sem saber realmente o que estão falando, porque, se meditassem um pouco na Palavra de Deus, se procurassem saber o que Jesus fala a esse respeito, não condenariam os inocentes, não diriam o que não sabem.
“Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.” (Lucas 13:3). Jesus aproveita essa deixa e começa a trazer ensinamentos a esse respeito; diz que, se eles não se arrependerem, todos eles irão perecer. A verdade é que, se todos nós não nos arrependermos, com certeza iremos perecer, e olha que Jesus nesse trecho está falando não da morte física, mas da espiritual, porque pela morte física aqui todos nós iremos passar, exceto os que estiverem vivos no dia em que Jesus voltar. Caso contrário, ao morrer aqui, nosso corpo passará por isso, e pode ser de várias maneiras: violência, enfermidade, velhice, enfim, são várias as maneiras, e depois disso teremos uma vida para ser vivida por toda a eternidade, ou a morte, a degradação. Portanto, Jesus iniciou o seu Ministério dizendo: “arrependei-vos”. Se nós não nos arrependermos dos nossos maus atos, dos nossos erros, dos nossos pecados, dos nossos julgamentos errados, com certeza iremos padecer. Temos que saber que não há ninguém justo, todos somos pecadores, mesmo porque a nossa origem é o pecado. Assim, sabemos que, por mais que estejamos buscando o Senhor, tentando ser justo e fiel a Ele, ainda assim somos pecadores, uma vez que somos barros, somos pó, somos imperfeitos. “E aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos quantos homens habitam em Jerusalém? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.” (Lucas 13:4-5). Jesus ainda dá outro exemplo, cita um outro caso, uma tragédia que tinha acontecido quando uma torre caiu sobre dezoito pessoas e elas morreram. Jesus pergunta se acham que aqueles sobre os quais a torre caiu, matando-os, eram mais pecadores do que as pessoas que viviam em Jerusalém. Ele mesmo fala que, se as pessoas não se arrependerem, todos irão sofrer. Em Jerusalém estavam o templo e os sacerdotes que diziam servir ao Senhor, em Jerusalém era onde estava a maioria dos religiosos, e assim as pessoas os julgavam mais santos, achavam até que não tinham pecado, que os líderes religiosos eram pessoas perfeitas para Deus. Na verdade, as pessoas ainda têm esses pensamentos, pois acham que líderes religiosos são perfeitos, mas aí é que está o engano, porque no meio de pessoas que realmente são comprometidas com o Evangelho existem também picaretas, ladrões, fornicadores, adúlteros, blasfemos, os mau dizentes, existe de tudo, e muitas vezes são servos do diabo, são os anticristos. Assim, sabemos que não devemos julgar ninguém pela aparência, devemos sempre analisar de acordo com o Evangelho. Devemos sim nos arrepender para que não venhamos a perecer. “E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando; E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente? E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque; E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar.” (Lucas 13:6-9).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: