Multiplicando

Perseverança no meio das provações
15 de agosto de 2019
Exortações diversas
16 de agosto de 2019

“Depois disto partiu Jesus para o outro lado do mar da Galiléia, que é o de Tiberíades. E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos. E Jesus subiu ao monte, e assentou-se ali com os seus discípulos. E a páscoa, a festa dos judeus, estava próxima.” (João 6:1-4)

Jesus tinha acabado de dar ensinamentos, tinha feito uma pregação dura, falando sobre a incredulidade dos religiosos. Afirmou que seriam acusados por Moisés a quem eles diziam ser obedientes. Agora Ele atravessa o lago de Genesaré, ou mar de Tiberíades, como também é conhecido, e como sempre a multidão o seguia. Ele era seguido pela multidão porque as pessoas nunca tinham visto alguém operar tantos sinais e milagres como Ele, porque Jesus estava sempre expulsando demônios, e quando se deparava com alguém possesso, o libertava, ou curava os doentes que eram levados até Ele. Jesus subiu ao monte, ou a uma montanha, sentou-se, como era o seu costume, e começou a pregar, trazer ensinamentos a respeito do Reino, falando sobre salvação, sobre o seu Evangelho. Temos que entender que Jesus procurava subir a montes ou montanhas por dois motivos, um deles era que, quando precisava de privacidade para orar, para falar com o Pai, Ele assim procedia, uma vez que era difícil ficar a sós. O segundo motivo era que, quando queria pregar para a multidão, se Ele estivesse em um lugar plano, as pessoas não teriam como o envergar e teriam dificuldades em ouvi-lo, assim Ele no alto ficava mais fácil, seria como um altar natural. Jesus estava sempre pregando, e nessa época, ou data, estava próxima a festa judaica em que se comemora a páscoa. “Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com Ele, disse a Filipe: Onde compraremos pão, para estes comerem?” (João 6:5). Jesus estava ali sentado dando ensinamentos. Depois que termina, Ele ainda sentado, levanta os olhos pela multidão e vê que são muitas as pessoas, e percebe que elas ainda não tinham se alimentado, e não seria fácil conseguir comprar alimentos para tantas pessoas. Quando a Bíblia se refere ou fala em pão, está falando da principal alimentação daquele povo naquela época, porque o pão deles é diferente dos nossos, de formatos distintos, e eles o comiam com molho, com carne, peixe, e até mesmo molhado no vinho. Assim como a nossa principal refeição é arroz com feijão, o deles era o pão.
“Mas dizia isto para o experimentar; porque Ele bem sabia o que havia de fazer. Filipe respondeu-lhe: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco.” (João 6:6-7). Jesus tinha tudo planejado, Ele já tinha decidido o que iria fazer, mas, para ver a fé dos seus discípulos, ou o que eles pensavam, pergunta a Filipe onde iria conseguir comprar tanto alimento para aquelas pessoas. Filipe então responde que duzentos dinheiros, ou Denários, não seriam suficientes. Temos que observar que Filipe falou de um alto valor, pois um Denário equivalia a um dia de um trabalhador. Portanto, a resposta de Filipe foi que precisariam de uma fortuna para poderem comprar alimento que fosse suficiente para alimentar toda aquela multidão. Nós, assim como Filipe, muitas vezes respondemos a questões, a problemas que surgem em nossas vidas de maneira natural, mas devemos sempre analisar tudo de maneira espiritual. Jesus nos ensina que devemos aprender a confiar Nele, e sempre que surgir qualquer problema, ou quando precisarmos de uma solução que não estejamos vendo, devemos orar ao Pai em Nome de seu Filho Jesus Cristo, e logo veremos a solução. Mas devemos orar com fé, devemos crer que Jesus está vivo e que é galardoador daqueles que confiam Nele. “E um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos?” (João 6:8-9). André, irmão de Pedro, fala que um rapaz ali tinha cinco pães de cevada e dois peixes pequenos, mas ele mesmo comenta que seriam pouquíssimos alimentos para aquela quantidade de pessoas. Também olhando de maneira natural, normal, veremos que com Jesus o que temos é o suficiente, a fé que temos é o suficiente, basta a aplicarmos, a exercitarmos, o dinheiro que temos é o suficiente, o alimento que temos é o suficiente, e tudo o que temos é suficiente, basta apresentarmos ao Senhor. Temos que nos lembrar do profeta Elias quando foi enviado por Deus para a casa de uma viúva em Sarepta que tinha somente alimento para uma única refeição para ela e seus filhos, mas, como ela acreditou, viveu durante três anos, ela Elias e seus filhos, e não lhes faltaram alimentos. Também devemos nos lembrar de Elizeu, que falou com a viúva de um dos profetas falecidos, que passava por dificuldades. Ela, que tinha somente um restinho de azeite em casa, teve o suficiente para pagar a sua dívida e ainda viver bem. Temos que entender que Jesus não nos promete riquezas, mas sim nos manter, o seu Maná é real, prova que veremos que Ele não faz aparecer uma montanha de alimentos, mas somente os abençoa, e todos vão recebendo e comendo e ainda sobra. Jesus cuida de todos os seus, dos que confiam Nele. “E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam. E, quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. Recolheram-nos, pois, e encheram doze alcofas de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido.”(João 6:10-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: