Grande Nuvem

Amor em ações
4 de setembro de 2019
Sois Geração Eleita
5 de setembro de 2019

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.” (Hebreus 12:1-2)

Nós que conhecemos a obra do nosso Senhor não podemos em hipótese alguma ficar presos ao pecado, ou às coisas que o mundo oferece. Digo coisas porque, diante da salvação, todo o resto não passa de coisas, portanto, se somos sabedores disso, então não permitamos que o pecado reine em nossas vidas. Temos que perseverar com paciência em peregrinarmos por este mundo em direção ao Senhor, pois Ele é o nosso alvo. Não podemos nos prender a nada, nem a ninguém aqui. Devemos fazer tudo de acordo com a Palavra de Deus para que possamos alcançar o nosso objetivo. Jesus, sabendo a vitória que lhe esperava, não importou com as afrontas, nem com os sofrimentos, humilhações pelos quais passou. Ele continuou firme até o final e recebeu do Pai o mais alto galardão, e hoje está sentado à direita de Deus, recebeu Todo o Poder no céu e na terra, e todos os joelhos se dobram diante Dele. Jesus passou pelas maiores aflições e as venceu, porque perseverou em obedecer ao Pai, e Ele nos mandou segui-lo. Se quisermos ser salvos, se temos compromisso com a salvação, então não podemos ficar presos a nada, devemos simplesmente seguir Jesus, pegar as nossas cruzes e acompanhá-lo. Isto quer dizer que passaremos por lutas, afrontas, sofrimentos, perseguições aqui, mas não podemos ceder; passaremos por desapego às coisas materiais e até a pessoas, mas como cordeiros seguimos o nosso Mestre. Jesus não tinha compromisso com nada deste mundo, e vimos que não se preocupava com as coisas daqui, não juntou patrimônio nenhum, e, quando morreu, a única coisa que tinha eram as suas vestes, que os soldados pegaram e dividiram entre si. Portanto, se nós o conhecemos, então andemos com Ele, pois foi isso que Ele nos mandou fazer.
“Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.” (Hebreus 12:3-4). Devemos analisar bem a vida de Jesus Cristo aqui durante o tempo em que esteve em carne vivendo em nosso meio. Temos que compreender o seu modo de vida e tentarmos imitá-lo, sabendo que, assim como Ele não desejou nada deste mundo, devemos fazer o mesmo, e nada desejar. São muitos os que dizem ser cristãos, mas não são seguidores de Cristo, procuram somente facilidades e bênçãos, querem as realizações dos seus projetos aqui, e não estão dispostos a sofrer por Cristo, não estão dispostos a abrir mão dos seus desejos, não querem em hipótese alguma passar por lutas. Quando surge qualquer dificuldadezinha, já falam que é obra do diabo, mas eles mesmos não querem abrir mão do pecado, esquecendo que o pecado é uma porta aberta para o diabo agir na vida deles. Temos que resistir até o final, até não conseguirmos mais ou até a morte, não podemos em nenhum momento concordar com o pecado, não podemos de maneira nenhuma ceder para o pecado dizendo que não conseguimos, pois isso mostra a falta de compromisso com o Senhor. “E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por Ele fores repreendido; Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.” (Hebreus 12:5-6). Deus nos corrige quando erramos, quando caímos em pecado, mas essa correção não é para todos, e sim somente para os que Ele recebe como filhos. Exemplo é que vemos muitas pessoas no mundo vivendo em pleno pecado e sem nenhum compromisso com o Senhor, e aos olhos do mundo essas pessoas estão prosperando, mas, a bem da verdade, estão prosperando no caminho da morte, do sofrimento e derrota eterna. Isto porque Deus não as recebeu como filhos, e, portanto, permite que elas se afundem cada vez mais no pecado, porque irão padecer por toda a eternidade. Assim devemos nos alegrar quando Ele nos corrige, pois deseja que sejamos salvos. Deus Pai amou muito seu Filho único, e mesmo assim permitiu, ou melhor, o enviou para que sofresse por todos nós. Devemos atentar que o amor do mundo não é igual ao amor de Deus, pois o amor Dele supera todos os nossos entendimentos. Não devemos ficar reclamando, mas simplesmente seguirmos em frente, pois somente Ele poderá nos salvar, porque Ele nos oferece vida em abundância, vida eterna, vida sem fim. “Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.” (Hebreus 12:7-8).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: