Fornicação e julgamento

Testemunho de Restauração Pessoal
11 de setembro de 2019
Expressando vosso amor
11 de setembro de 2019

“Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem possua a mulher de seu pai.” (1 Coríntios 5:1)

O apóstolo Paulo estava horrorizado com o que acontecia na igreja em Corinto, porque estavam permitindo adultério, prostituição e incesto, e nenhuma providência era tomada, os culpados não recebiam qualquer punição. Mas hoje é muito pior o que acontece nas igrejas, nas denominações que se identificam como evangélicas, porque são muitos os casos de prostituição, de adultério, de fornicação que acontecem, e os seus pastores, os líderes nada falam. Já existe uma dificuldade, pois, por fazerem templos cada vez maiores, eles não têm condições de pastorear, e as ovelhas não recebem a atenção de ovelhas, consequentemente, os seus pastores não as conhecem e não sabem os problemas que elas enfrentam, muito menos suas lutas contra o pecado. Os pastores também não têm coragem de pregar contra o pecado, não condenam o pecado, não pregam sobre santificação, porque estão preocupados em pregar para agradar o povo, para que as pessoas se mantenham firmes e fiéis aos seus templos e ofertem e dizimem sempre. Portanto, o pecado hoje abunda de uma maneira sem precedentes dentro dos templos, basta conversarmos com algumas dessas pessoas que são frequentadoras desses templos que veremos que elas nada conhecem do Senhor, que elas não conhecem a Palavra de Deus e vivem em pleno pecado, até mesmo sem ter consciência disso. “Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação.” (1 Corintos 5:2). Os pecados que abundam nos templos denominados evangélicos nos assustam, vemos pastores envolvidos com divórcio e recasamento, casados pela segunda e terceira vez, e ainda apoiam e aconselham as pessoas a se divorciarem e a seguirem suas vidas em frente, casando novamente. Ouvimos as mentiras que eles contam para pedir ofertas, na verdade exigirem ofertas, pois submetem as pessoas ao constrangimento, pedindo e dizendo que quem não oferta não será abençoado, e sim amaldiçoado. Também assistimos aos teatros, à comercialização de todos os tipos de produtos, e pela maneira como eles agem, torna-se impossível condenarem o pecado, ou trazerem punição para quem está no pecado, pois eles mesmos estão. Sabemos que se alguém, mesmo no templo, continua em pecado, deve ser expulso imediatamente para que as outras pessoas não sejam contaminadas.
“Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, em Nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, Seja, este tal, entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus.” (1 Coríntios 5:3-5). Paulo, mesmo ausente, determina que eles expulsem aquele que tenha cometido pecado, que seja entregue para o diabo para que padeça na carne, e quem sabe assim se arrependa e possa ser salvo no dia do Senhor. Hoje em dia não vemos nenhuma igreja denominacional, nenhum pastor ou templo expulsar a ovelha que está no pecado, porque muitas vezes teriam que se expulsar, o que vemos é a conivência com o erro e a rebelião. Pode ocorrer expulsão se a ovelha não quiser dizimar ou ofertar, mas por causa do pecado eles não fazem isso. O fato é que não podemos tolerar o erro, o pecado dentro do templo, não podemos aceitar que pessoas continuem no pecado, mesmo frequentando o templo, porque, se querem continuar no erro, que não sejamos coniventes, caso contrário, iremos prestar contas diante do Senhor. As pessoas hoje têm uma conversa mole, dizem que não se pode julgar. Falam isso para justificar seus erros e suas omissões, porque o Senhor nos determinou que julgássemos sim, mas de acordo com a Palavra. Claro que temos de nos examinar primeiro, para ver se não estamos incorrendo em erro semelhante. “Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa? Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.” (1 Coríntios 5:6-7). Não podemos falar que fomos para o Evangelho e continuarmos no pecado, não podemos falar que somos de Jesus e continuarmos agindo contra a Palavra Dele. Temos que compreender que uma maçã podre estraga todo o resto, ou um pouco de fermento leveda toda a massa. Assim, temos que agir sempre em busca de santidade, pregarmos e vivermos o que Jesus manda. Santidade não é uma questão de tolerância, é uma exigência para todos os que se aproximam do Senhor, caso contrário não conseguirão, porque Ele é Santo. Não podemos brincar de ser evangélicos, não podemos tolerar o erro, as desobediências em nosso meio, é necessário estarmos alertas e, principalmente, denunciarmos sempre o pecado. Não podemos tolerar no nosso meio o pecador contumaz, não podemos estar frequentando um templo que concorda com o pecado, que o aceita ou permite, porque nós iremos prestar contas diante do Senhor. “Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade. Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo.” (1 Coríntios 5:8-13).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: