Respirando ameaças

O Eterno é quem reina
13 de setembro de 2019
Deus é verdadeiro
16 de setembro de 2019

“E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote.” (Atos 9:1)

Saulo de Tarso, ou o apóstolo Paulo, um dos maiores pregadores do Evangelho, antes de se converter, foi um perseguidor, exterminador de crentes. Faço questão de chamar a atenção para o fato que antes ele era conhecido com Saulo de Tarso. Saulo era o seu nome e Tarso sua cidade, aldeia, de onde ele vinha e era nascido. Após se converter , passou a ser conhecido pelo nome de Paulo. Desde a Antiguidade vemos o Senhor fazer isto, vejamos: antes o pai da fé se chamava Abrão, depois o Senhor mudou-lhe o nome para Abraão, assim como a sua mulher Sara, que passou a ser chamada de Sarai; Jacó passou a ser chamado Israel. O Senhor, quando nos chama, Ele nos muda por inteiro, e às vezes é necessário mudar, inclusive, o nome pelo qual somos chamados, somos conhecidos, porque Nele somos novas criaturas. Saulo de Tarso, que era um perseguidor da igreja e tinha autoridade dos chefes religiosos de Jerusalém, ele tinha total apoio e carta branca dos sacerdotes que diziam servir ao Senhor, que falavam que praticavam a lei para prender e exterminar todos os crentes da época. Saulo de Tarso, inclusive, tinha concordado com a morte de Estevão, um servo do Senhor, e depois disso ele entrava nas casas arrastando homens e mulheres para fora, fazia com que eles negassem o Senhor, os espancava e os prendia. “E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns deste Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.” (Atos 9:2). Saulo foi diante dos líderes, dos sacerdotes e solicitou-lhes autorização para ir a Damasco em busca de todos os crentes que encontrasse e os traria presos para Jerusalém. Saulo era um homem malvado e não perdoava ninguém, tanto homens quanto mulheres eram arrastados e presos, conduzidos a Jerusalém, onde eram jogados nas masmorras. Mas Saulo de Tarso fazia isto por ignorância, pois ele acreditava que estava fazendo o certo, que essa era a vontade de Deus, uma vez que ele foi ensinado e treinado por um que era considerado um dos maiores mestres na época, o sacerdote Gamaliel. Por isto que é sempre falo para tomarmos muito cuidado com o que estão nos ensinando, para sempre pesquisarmos, conferirmos na Bíblia se o que estão falando ou ensinando é a verdade de Cristo, caso contrário, poderemos estar sendo enganados e, com certeza, pagaremos um alto preso por isso.
“E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?” (Atos 9:3-4). Saulo, de posse das autorizações para prender os cristãos, parte com a sua comitiva em direção a Damasco, mas, pouco antes de chegar à cidade, uma grande luz, um resplendor enorme aparece do céu e os envolve, e ele inclusive cai da sua montaria com medo e preocupação. Nisso ele ouve uma voz que chama o seu nome repetidas vezes e lhe pergunta o porquê de ele o estar perseguindo. Portanto, vemos o próprio Jesus questionando Saulo de Tarso por que ele o persegue. Temos que saber que todas as vezes que perseguimos um servo do Senhor, um cristão verdadeiro, um discípulo de Jesus, estamos perseguindo o próprio Jesus, e Ele mesmo irá nos cobrar isso. “E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.” (Atos 9:5). Saulo então, atônito, pergunta, ou melhor, responde à pergunta de Jesus com uma outra pergunta, indagando quem estava falando com ele. Isso porque ele não conhecia Jesus, mas naquela hora, diante do poder de algo tão extraordinário, ele já se rende e quer saber, confirmar quem é. Devemos atentar que foi naquele exato momento que Saulo se converteu, porque já observamos a sua maneira, seu comportamento de servo, nós o vemos cedendo e com humildade perguntando quem era o Senhor. Jesus então lhe responde, se identifica para ele e diz que Ele é o Jesus que Saulo perseguia. Fala com ele que é duro, difícil para ele ir contra a Palavra, contra o Verbo, o Evangelho, contra Jesus. Quando fala recalcitrar contra os aguilhões, está se referindo ao fato de Paulo ir contra Ele, porque aguilhão é aquele pau, madeira com uma ponta de ferro nas pontas que se usa para tocar reunir o gado ou os conduzir aos currais. “E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer.” (Atos 9:6). Saulo agora já se rendeu ao Senhor e tremendo, com muito medo, pergunta o que Jesus quer que ele faça. Portanto, vemos que ele já se colocou na qualidade de servo do Senhor, colocou-se disponível para o Senhor, já não importa a missão que ele tinha ido praticar, agora quer servir, quer obedecer a Cristo. Jesus então dá a sua primeira ordem a Saulo, manda que ele entre na cidade de Damasco e que lá ele será informado do que deverá fazer, como deverá proceder. “E os homens, que iam com ele, pararam espantados, ouvindo a voz, mas não vendo ninguém. E Saulo levantou-se da terra, e, abrindo os olhos, não via a ninguém. E, guiando-o pela mão, o conduziram a Damasco. E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.” (Atos 9:7-9). Os que faziam parte da comitiva de Saulo ouviram a voz, mas não viram, só Saulo é que viu, afinal, Jesus apareceu foi para ele, para o convocar. Saulo, quando se levanta, está completamente cego, e os homens que iam com ele o conduzem a Damasco, e durante três dias ele fica meditando, orando, se examinando e tentando entender tudo o que estava acontecendo, e por tal motivo não teve fome nem sede, e assim não comeu e não bebeu. “E havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias; e disse-lhe o Senhor em visão: Ananias! E ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor. E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando; E numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias, e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver. E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; E aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome. Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome. E Ananias foi, e entrou na casa e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado. E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco. E logo nas sinagogas pregava a Cristo, que este é o Filho de Deus.” (Atos 10-20).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino
Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: