TESTEMUNHO DE CASAMENTO RESTAURADO APÓS O DIVORCIO

Fruto em abundância
30 de setembro de 2019
Murmuração
1 de outubro de 2019

 

Alessandra Gomes – Suzano- SP

E-mail: [email protected]

Eu sei que tudo o que Deus faz durará eternamente. Ec. 3:14

Começo o meu testemunho com esse versículo que é o mesmo que colocamos no nosso convite de casamento que foi em Julho de 2015. Meu marido foi o meu primeiro namorado e eu a primeira namorada dele, era o meu melhor amigo da escola, começamos a namorar no ensino médio e já “conhecíamos” o Senhor e a sua palavra, coloco a palavra conhecíamos entre aspas, pois na verdade hoje eu posso falar como Jó: Antes eu conhecia o Senhor de ouvir falar e agora os meus olhos o veem. E foi necessário passar por um deserto para alcançar isso.
O início do meu casamento foi lindo, muito amor e carinho, muita vontade de estar junto, mas eu ouvia muito as pessoas de fora que diziam que eu tinha que “educar” o meu marido no começo, eu não poderia fazer tudo por ele em casa, tinha que ter a minha independência e saber separar o que é meu e o que era dele. Respeito a opinião das pessoas, mas a bíblia é clara nos meus deveres como esposa dentro e fora de casa, contudo, eu ouvi o mundo e acabei sendo a esposa tola que destruiu o lar com as próprias mãos. Começamos a brigar tanto que eu preferia ficar no serviço até mais tarde para quando chegar em casa meu marido já estivesse ido para o curso ou já estivesse dormindo, certo dia eu cheguei ao ponto de deixar três ônibus passarem só para demorar a chegar em casa e acabei ficando a noite sozinha no ponto chorando e pedindo para o Senhor me livrar daquilo. Quando a coisa apertava muito eu corria para os pés do Senhor e recebia consolo, recebia forças para perdoar e me acalmar, Ele me mostrava que eu deveria ser menos arrogante, autoritária e que deveria respeitar meu marido como sacerdote do lar, mas como não estava firme com o Senhor a minha mudança de comportamento só durava alguns dias. Meu marido foi ficando cada vez mais ranzinza comigo. Já chegamos a ficar uma semana sem nos falar por causas fúteis. Hoje eu enxergo isso como pura imaturidade.
Mas íamos toda semana à igreja e líamos a Bíblia todos os dias! Religiosos! Uma máscara de ambos os lados, como a própria bíblia fala – sepulcro caiado. O inimigo estava dentro da nossa casa e não percebíamos o agir ardiloso dele, e como sabemos ele só vem para matar roubar e destruir, ele não tem momentos ocasionais de bondade para conosco, mas trabalha incansavelmente para nos derrubar. Eu mesma pensei em divórcio várias vezes, mas não tinha coragem de dar entrada. Nas minhas orações sempre falava; Deus, eu apresentei meu esposo ao Senhor desde o dia em que saímos pela primeira vez, eu escolhi ele, eu o amo, não casei por brincadeira, casei para ter uma família. Por causa disso nunca fui em frente, mas a situação na nossa casa estava insuportável.
Até que um dia em Outubro de 2017 eu vi uma conversa estranha no celular do meu esposo combinando de sair com outra mulher, perdi meu chão, minha pressão baixou, foi terrível. A noite quando ele chegou do curso fui perguntar o que era aquilo e ele numa frieza de alguém que já estava maquinando isso há muito tempo, falou que eu tinha entendido certo, que ele queria o divórcio, que eu poderia ficar tranquila que ele não queria nenhum bem material, apenas sair de casa e ficar livre de mim e que iria me trair sim, para que eu não ficasse atrás dele e fosse livre para casar com outro no futuro. Pedi perdão, chorei, só faltei ajoelhar na frente dele, mas ele estava mais duro e frio como uma pedra de gelo! Ali começava o meu deserto literalmente.
No outro dia ele já saiu de casa e no fim de semana seguinte buscou todas as coisas dele. E eu, corri para os pés do Senhor em total desespero, no primeiro Domingo depois da saída do meu esposo, eu estava muito mal e fui numa igreja pequenininha onde ninguém me conhecia perto de casa, pois precisava de uma palavra. O Senhor começou a falar já no primeiro louvor que um grupo de irmãs apresentou, a letra falava: Canta que eu salvo o teu marido e a palavra foi em Gênesis 32, o Pastor explicou que quando entramos num deserto Deus passa conosco, não nos desampara, dói, tem um processo, mas sairíamos dali diferentes, com um novo nome, assim como Jacó! Eu tomei aquilo pra mim e até minha mãe que naquele dia estava comigo no final do culto olhou pra mim e falou: É filha, está preparada? No fundo sabíamos que viriam mais coisas pela frente e que Deus iria trabalhar em mim, só não imaginávamos que seria tanto.
Num momento de oração na madrugada, eu estava orando muito pelo meu casamento e o Espírito Santo me tomou e eu comecei a cantar um louvor que diz: Deus pode restaurar o que perdido está, é só nEle crer, em suas promessas confiar. Não desista de Deus, Ele não desistiu de ti, Ele pode! Uma amiga estava comigo naquele momento e ela até parou de orar para me ouvir e no final ela confirmou dizendo: Alê, esse louvor veio de Deus. Acredito que nos meus primeiros 6 meses de deserto o Senhor falou muito comigo a respeito da restauração do meu casamento, seja nos meus devocionais em casa ou nas igrejas que eu visitava. As palavras sempre eram de perdão, restauração e de vitória, muitos profetas vieram falar comigo também, sem saber da minha situação, pessoas vinham até mim e falavam: ele vai voltar, Deus está trabalhando, ele vai te pedir perdão e esteja preparada para perdoar. O Senhor me revelou também uma palavra clara em relação ao meu casamento no livro de Filemon, onde foi necessário que o servo e o seu senhor ficassem separados por um tempo para que depois houvesse um relacionamento novo e eterno e que Ele estava operando mesmo durante a fuga do servo. Quem tiver interesse pode meditar mais nesse pequeno livro. Aproveito esse parágrafo para citar que além de ter a presença de Deus todos os dias, o Senhor também preparou pessoas para passarem uns dias na minha casa e novas amizades maravilhosas que me ajudaram muito na minha caminhada.
Bom, voltando a cronologia dos fatos na Segunda Feira seguinte meu marido mandou mensagem dizendo que iria no advogado para falar sobre o divórcio, morou alguns dias com o irmão em outra cidade, chegou ao ponto de quase perder o emprego devido a atrasos diários e quase perdeu o curso que iria terminar naquele mesmo ano. Ele estava numa ansiedade e desespero inimagináveis para se ver livre de mim. Eu fiquei muito assustada pela velocidade das coisas e chorava todos os dias, mas no início pensei que fosse só uma briga feia e que ele voltaria logo. Esse foi meu pensamento só até saber que ele tinha alugado uma casa e já estava mobiliando, aí minha ficha caiu. Poucos dias depois descobri que a outra mulher com quem peguei a conversa dele, também largou o homem com quem vivia para morar com ele e já estava relacionamento sério nas redes sociais, todas as pessoas que estavam ao meu redor não acreditavam. Ressalto que só pedi perdão e falei para ele não ir adiante naquilo no dia que ele ainda estava em casa, depois disso não mandei mensagem e nem liguei, mas parecia um detetive, ficava olhando até o extrato bancário dele todos os dias! Estava a ponto de enlouquecer.
Nos dias seguintes fiz todos os tipos de jejuns, orações e campanhas possíveis para ele abrir os olhos e voltar para mim, fiz votos e mais votos, fui em praticamente todas as igrejas próximas da minha casa, cheguei a ir em cultos duas vezes no dia, eu praticamente não fazia mais nada. Mas, quando eu chegava em casa a dor começava, hoje eu chamo de tratamento vip, passei pelo corredor de Deus, desci na casa do oleiro e ele amassou o barro! Eu deitava no chão em posição fetal e não parava de chorar, todos os dias, a noite ou de madrugada acordava assustada, meus olhos inchados e vermelhos que não tinha maquiagem que desse jeito, não tinha apetite nenhum, emagreci bastante no começo, mas eu NUNCA chorei sozinha, NUNCA! Todos os dias, Jesus estava ali comigo, fosse dentro do carro, no trem ou em casa. Nas nossas conversas, o Senhor começou a me revelar tudo o que eu fazia que mesmo sem perceber machucava meu esposo, palavras e atitudes que diminuíam ele, eu parecia o homem da casa. Deus me mostrou isso como um filme, mostrou minha ignorância, arrogância, minha autossuficiência e quantas vezes eu achava que não precisava da ajuda nem de Deus imagine do meu esposo. E eu, só sabia pedir perdão para Jesus, eu estava sendo tratada naqueles momentos e doía muito, mas também toda vez que me levantava me sentia diferente, era Ele moldando o vaso, Ele faz a ferida, mas Ele mesmo cura! EU TE AMO DEUS!!
Então, em Janeiro de 2018 buscando na internet sobre casamentos eu encontrei o ministério Atalaia do Evangelho de Deus, li os testemunhos, acho que todos no mesmo dia, pois eu ainda estava desesperada. Infelizmente, naqueles dias o ministério estava em recesso, então, não consegui falar com o Pastor Lino de imediato, mas mandei um e-mail. Minha vontade naquela época era que ele me dissesse quando o meu marido iria voltar, meu foco era o meu casamento, era o meu marido, eu queria ele no mínimo sem a outra mulher.
Assim que acabou o recesso o Pastor me ligou, nem acreditei!! Ele me ouviu e até me elogiou na primeira ligação, por que naquele momento Deus já tinha me quebrado, eu sabia o quanto tinha sido tola como esposa, já havia reconhecido isso. Assisti os vídeos, concordei sobre não ir atrás, não ficar procurando informações e me tornei ovelha. Aí pensei, agora vai, já, já meu esposo bate aqui na minha porta, arrependido!
Contudo, menos de 1 mês depois meu marido manda mensagem avisando que havia entrado com o pedido de divórcio no litigioso já que a primeira tentativa dele não tinha dado certo, meu mundo desabou de novo, liguei para o pastor, ele me acalmou e pediu para que eu bloqueasse meu marido no WhatsApp. Com muita dor no coração, o fiz. Continuei orando com algumas parceiras de oração que Deus colocou no meu caminho e crendo que Deus interviria naquela situação e que eu nem receberia a notificação da audiência, pois até ali todas as palavras e profecias que eu tinha recebido eram de vitória, então, eu tinha certeza de que aquilo não iria para frente.
Mas depois de saber que realmente existia um processo de divórcio em andamento eu tinha até medo de atender o interfone do meu apartamento, meu coração gelava, até que em Março ele tocou e era o oficial de justiça me esperando na portaria. Desliguei, fechei os olhos e pedi forças ao Senhor, engoli o choro e desci, parecia que eu não chegava na portaria, olhei para o céu e pensei: Jesus, vem aqui, por favor, segura a minha mão, eu não consigo, eu achei que fosse desmaiar. Estava passando pelo último bloco do condomínio, quando de repente comecei a ouvir o louvor da Kemilly Santos, bem no refrão onde fala – Fica tranquilo, não se desespere se foi Deus quem prometeu a promessa está de pé somente espera. Meu Deus, ouvir aquilo foi como se eu tivesse tomado uma injeção de ânimo com efeito imediato, eu não sei até hoje se esse louvor veio diretamente do céu ou se algum vizinho colocou para tocar alto bem naquela hora, independentemente de onde veio o som, eu sei que era um lembrete de Deus. Fiquei tranquila literalmente que quase convidei o oficial para tomar um café! Eu voltei e subi as escadas rindo e nem abri o envelope.
Depois que agradeci eu fui ler o papel e a primeira informação que enxerguei foi a data da audiência que estava marcada bem para o meu dia, o dia do meu aniversário! Eu fiquei segurando o documento, sem reação nenhuma, olhei pra cima de novo e só consegui falar: Jesus!
A noite liguei para algumas pessoas que estavam orando comigo e nem elas acreditaram, cada notícia ruim que eu recebia, elas também ficavam tristes e já não tinham nem o que falar mais. Aqui cito a importância de compartilhar as coisas somente com pessoas certas, pois comentei sobre a data da audiência com outros conhecidos e eles falaram que aquilo era um sinal, um presente de Deus e a minha liberdade!
O pastor Lino também achou estranho, mas disse que mesmo que saísse o divórcio isso não significaria nada e que no meu caso não era necessário comparecer na audiência. Graças a Deus! Mas, mesmo assim, eu estava sofrendo muito.
Um dia antes da audiência meu marido manda SMS para me lembrar! Fiquei muito triste, por que pensei, poxa vida, estou orando tanto e ele não mudou nada, ele continua querendo o divórcio de qualquer jeito.
Chegou o dia, eu já sabia que não iria, estava de folga, a dor era tão grande no meu coração que parecia ser palpável. Fechei todas as minhas janelas e tentei dormir para ver se aquele dia passava logo, mas me acordaram, uma amiga me chamou para ir na casa dela e lá tinha um bolinho pra mim e mais pessoas, Deus é bom! Eu estava sozinha, não quis ir para casa dos meus pais e também não chamei eles para a minha, então, estar com elas me distraiu bastante e no final fizemos uma oração, eu não falei nada, mas uma delas veio na minha direção e colocou a mão no meu peito do lado do coração e orou: escuta filha minha, eu vou tirar toda essa dor e nós duas começamos a chorar. Voltei para casa bem mais leve, eu acredito que muitas vezes Deus usa situações para nos fazer lembrar que Ele está ali conosco e naquele dia eu senti isso.
Nos meses seguintes eu realmente deixei ir, não vi redes sociais, não procurei saber, não fui atrás e também não o vi em lugar nenhum. Continuei buscando ao Senhor e na minha rotina de sempre. Nesse intervalo eu cresci no meu serviço, conheci cidades de 4 países, ganhei presentes que eu nem imaginava ser possível receber e reformei meu apartamento. Eu chamo isso tudo de mimos do Senhor, Ele é pai, Ele faz tudo por nós! Contudo, a tristeza e a ansiedade continuavam ali também, eu chorava bem menos e tinha dias que nem orava pelo meu marido ou pelo casamento.
Estava tudo muito quieto, não havia recebido nenhuma notícia, nem boa, nem má e não tinha mais palavras ou profecias específicas pelo meu casamento, então em Novembro resolvi ver o andamento do processo do divórcio pelo número do protocolo na internet e para minha surpresa tinha sido deferido alguns dias antes, nem me chamaram para uma segunda audiência. Ali, uma semente de dúvida foi plantada no meu coração e eu comecei a pensar que tinha alguma coisa errada e que Deus não estava naquele negócio, como já tinha conhecido ovelhas que se divorciaram e ainda estavam na luta e lido alguns outros testemunhos eu consegui me manter de pé e na caminhada.
Uma das profecias que eu tinha recebido em 2018 era de que meu marido voltaria no mesmo ano, então, quando chegou Dezembro, eu já estava ficando no limite da minha ansiedade e quando chegou dia 31 eu fiquei muito mais triste e decidi passar aquela virada de ano sozinha em casa. Não me arrependo, Deus estava comigo, eu sentei no sofá e coloquei uma cadeira na minha frente e fiquei conversando com Ele ali, uma sensação tão boa tomou conta de mim por que eu tinha a certeza de que Jesus estava ali na minha frente, eu não podia vê-lo mas a presença dEle ali estava forte demais, nunca vou me esquecer. Fiquei horas conversando com ele, falei de tudo da minha vida, fizemos uma carta juntos que tenho guardada e vou guardar para sempre comigo. Até que já era madrugada e eu senti vontade de olhar o facebook do meu marido e não achei, então, procurei o da outra mulher e para minha surpresa o status de relacionamento estava: Casada. Levei um susto, mantive minha postura, mas fiquei com aquilo na cabeça, a curiosidade ganhou e acabei vendo fotos e textos que me fizeram muito mal. Desliguei o celular e fui orar, mas naquela hora a oração foi diferente, foi oração de guerra, não foi uma conversa, o Espírito Santo me levou a repreender coisas que eu nem tinha conhecimento, eu realmente fiz uma oração em espírito com voz alta e em determinado momento eu falei: o meu telefone vai tocar, eu vou receber um e-mail, ele vai me pedir perdão.
No dia seguinte liguei para o meu sogro e ele muito triste confirmou o casamento do meu marido com a outra mulher, faço um parênteses aqui para falar sobre os meus sogros, a partir do momento que eles souberam que meu marido estava no erro, estava em adultério e muito antes do casamento, eles se posicionaram contra, totalmente contra, e não só pelo fato de gostarem de mim, mas em zelo pela palavra do Senhor, e o se posicionar contra eles não foi apenas falar; meu filho você está errado, se arrependa e volte, não, eles se afastaram por que não poderiam compactuar com o erro, sofreram demais, eles ficaram quase dois anos sem ver meu esposo, mas também foram essenciais para mim, meu sogro me ligava quase todos os dias com palavras de encorajamento e pedindo para eu não desistir, realmente um casal que ama e preza pela palavra de Deus!
Após saber da confirmação do casamento, liguei para o Pastor Lino que me acalmou e disse que para Deus nada é impossível e que o Senhor resolveria minha situação nesse ano de 2019. Eu disse amém, mas isso tinha sido demais para mim. Orei para ele não sair de casa. Ele saiu. Orei para ele não entrar com o processo de divórcio. Ele entrou. Orei para o divórcio não sair. O divórcio saiu sem uma segunda audiência. Entreguei ao Senhor e parei de ficar orando todos os dias e o meu marido casou com outra. Como pode Deus estar trabalhando ao meu favor se absolutamente todas as notícias que eu recebi foram contrárias ao que eu estava orando? Até mesmo as pessoas que acreditavam na restauração do meu casamento começaram a mudar o discurso e imaginar que tínhamos entendido tudo errado desde o começo e que talvez tudo isso tenha sido um livramento do Senhor. Sendo sincera, os únicos que continuaram acreditando na promessa foram o Pastor Lino e os meus sogros. Eu comecei a meditar nas histórias dos profetas, lembrei de José e Davi, todos sofreram, mas a vitória e o cumprimento da promessa um dia chegou e todo o sofrimento foi por um bem maior no futuro, naquele momento eu achava que minhas experiências com Deus não tinham passado de emoções momentâneas, eu tentei lutar, mas a semente da dúvida já tinha germinado no meu coração e estava crescendo.
Eu gostaria muito de concluir meu testemunho dizendo que Deus interviu e meu marido voltou arrependido logo após o casamento e que me mantive fiel esse tempo todo, mas infelizmente não foi assim.
Meus devocionais começaram a ser cada vez menos frequentes e eu queria que Deus me desse alguma satisfação, comecei a ter a certeza de que o Senhor não queria a restauração e de que eu estava lutando contra o próprio Deus. O Pastor Lino me ligava toda semana para ver como eu estava e eu comecei a atender apenas em respeito a ele e por não ter coragem de desistir, receio dele brigar comigo ou ficar decepcionado, até que em Março desse ano eu tomei coragem e comuniquei o Pastor que não queria mais, pois o casamento do meu esposo tinha sido demais para mim, pedi desculpas e agradeci por toda a ajuda até ali, o Pastor entendeu, me relembrou que Deus tinha uma promessa para o meu casamento e que ele seria restaurado, me abençoou e a partir dali não me ligou mais.
Daí em diante as coisas do mundo começaram a me interessar e eu me considerava solteira, livre e desimpedida com direito a ser feliz devido a tudo o que sofri. O discurso Deus é só amor me encantou e eu fui conhecer o que não tinha conhecido ainda e como resultado acabei tendo outros relacionamentos. Contudo, por graça, amor e misericórdia, acordei certo dia me sentindo um lixo, me sentindo nojenta, meu coração doía por estar longe de Deus, eu queria Ele, as alegrias que eu vivi foram passageiras e a dEle eu sabia que não era, senti saudade da bíblia, senti saudade de ficar andando na casa e conversando com Ele e me senti vazia, caí de joelhos e chorei, pedindo perdão, confessei e me arrependi verdadeiramente, eu tenho a certeza que eu alcancei o perdão, pois o sacrifício de Jesus não foi em vão e nos dá acesso ao Pai. Sei que isso só aconteceu por que Deus levantou um exército para interceder por mim, hoje eu sei!
Voltei para os pés do Senhor, lembrava do meu marido todos os dias, mas estava fria em relação a restauração, não o queria de volta, estava certa de que eu poderia encontrar outra pessoa e ser feliz, deixando meu esposo viver a vida dele seja como fosse, toda a minha família exceto os meus pais me encorajavam para buscar outra pessoa e meus amigos sempre falando que eu encontraria alguém melhor e eu comecei a orar por isso, comecei a falar para Deus colocar no meu caminho alguém que fosse o meu número e que fizesse me sentir amada e ainda citava para Deus todas as características que eu queria nessa nova pessoa.
Chegamos em Agosto de 2019 e eu estava em casa num dia normal sem nada de diferente e sem saber de absolutamente nada do meu esposo, na verdade era hora de almoço eu estava com o rádio ligado e cantando, aí meu telefone toca e era meu esposo, por mais que eu não tivesse o número dele salvo, eu ainda sei de cor, eu fiquei mais branca que o normal, me senti mal, me olhei no espelho e não tinha cor no meu rosto, tamanho susto, eu não atendi, acho também que minha voz não sairia, ele ligou pela segunda vez e deixou chamar até cair e eu não atendi de novo. Orei repreendendo aquilo, por que eu pensei: Senhor, eu estou muito bem e meu esposo quer atrapalhar meu momento. Segui meu dia, precisava ir no médico com uma amiga e fui, no caminho mexendo no celular recebo um e-mail com o título Perdão e ali ele escreveu uma carta, aquilo mexeu comigo e no fundo eu fiquei triste por ele, por que o conheço, não deve ter sido fácil escrever tudo aquilo, ele reconhecia o erro e o quanto tinha me feito mal e que o primeiro passo para se reerguer seria tendo o meu perdão, não respondi e me lembrei que o Senhor tinha falado que meu telefone iria tocar e que eu receberia um email, nessa ordem. Terminei de fazer minhas coisas, orei, conversei com minha mãe e ela mandou eu responder e liberar perdão de coração para ele, eu já o tinha perdoado, não tinha problema nenhum, só não queria responder, mas ela insistiu. Eu respondi no outro dia de madrugada e ele respondeu 20 minutos depois agradecendo.
Fiquei curiosa e liguei para o meu sogro para saber o que tinha acontecido, ele passou o telefone para a minha sogra e ela só dizia: Alessandra, Jesus mandou ela embora, o tempo dela acabou, Jesus se levantou e deu a ordem, e eu perguntava, mas como foi? E ela respondia do jeito dela; Jesus mandou o vento dele e ela teve que sair, e começou a glorificar a Deus e falar o quanto o Senhor é poderoso no telefone e eu comecei a rir por que ela estava muito eufórica. Passaram-se dois dias e meu esposo me manda mensagem apenas para saber se eu estava bem e eu respondi normalmente, sem muita ousadia, eu nunca puxava assunto e isso seguiu por mais uns dias, até que ele me manda outro texto enorme perguntando se existia a possibilidade de um retorno, aí todas as promessas que o Senhor tinha me feito desde o início do meu deserto voltaram à minha memória. Logo mandei mensagem para a Mirian que também é ovelha do Pastor e um presente de Deus na minha vida e quem tem aguentado meus desabafos até hoje com uma santa paciência, ela falou para eu ligar para o Pastor Lino. Aí fica novamente a importância de você saber com quem falar, se eu tivesse contado para outra pessoa depois de tudo o que passei, com certeza o conselho seria, para eu nem pensar na hipótese de um retorno, pois eu estava “livre”. Contudo, eu pensei que jamais o Pastor iria me atender de novo, afinal eu tinha desistido, mas também pensei; eu não sei como agir, preciso de direcionamento de alguém que tem experiência, então, peguei o telefone e orei; Deus, se o Senhor quiser o pastor vai me atender, e não foi que ele atendeu no segundo toque? Incrível!! Fiquei meio envergonhada quando me apresentei, mas acho que ele estava num dia muito bom, estava bem tranquilo, lembrou de mim e me tratou super bem como sempre e pediu para que eu mandasse o e-mail e as mensagens para ele analisar, depois de uma hora me retornou e disse que sentiu o arrependimento e a sinceridade nas palavras do meu marido, mas que era perceptível que ele estava numa luta muito grande e óbvio não estava sendo fácil reconhecer tudo aquilo e perguntou se eu queria ser ovelha de novo e cá estou eu! Mas a instrução foi clara; sem ousadia até sair o divórcio dele!
Numa de nossas conversas, meu esposo se sentiu super ofendido ao saber que me relacionei nesse período longe dele e disse que não estava conseguindo me perdoar, eu fiquei sem entender nada e contei para o Pastor Lino, liguei brava e falei que se ele não quisesse mais e se arrependesse de novo lá na frente quem não iria querer definitivamente era eu, eu fiquei muito exaltada, nesse dia o Pastor graças a Deus estava num bom dia também, me colocou no meu lugar e mandou eu me acalmar que tudo ficaria bem.
Mas eu não fiquei 100% bem, tinha muitas dúvidas no meu coração, muita pressão em cima de mim para esperar e lutar pela restauração ainda e no fundo eu não queria, pois no início do ano já tinha decidido que não haveria volta, mas essa era uma luta interna minha, liguei para o meu sogro, expliquei e ele foi bem direto e claro: Alessandra, Deus vai falar com você bem melhor do que eu, mas a única coisa que eu posso te falar é, obedeça, siga pelo caminho da obediência e confie no Senhor. Mas eu não queria lutar de novo, achava meu marido muito seco e direto nas mensagens e eu queria que ele estivesse mais humilde, romântico e carinhoso. Nessa minha luta interior, mandei mensagem para a Cris do ministério que ouviu os áudios do meu marido e teve a mesma interpretação que o Pastor Lino teve no início, me mandou um áudio em resposta que foi como um conforto de Deus para mim. Desde o primeiro dia que vi a Cris ela me transmitiu muita paz e foi assim em todas as nossas conversas, já falei isso, mas quero também deixar registrado aqui e isso vale também para todos do ministério, vocês foram e são benção na minha vida, sou grata a Deus por ter conhecido cada um!
Apesar de ter recebido palavras de conforto eu estava ainda muito confusa e cheguei a pedir férias do meu serviço para conseguir me desligar um pouco e ficar a sós com Deus. O Senhor preparou um dia na praia e eu comecei a andar na orla conversando com Ele, e tinha várias conchas no chão e eu ia pegando cada uma que me chamava atenção, comecei a oração explicando para o Senhor como eu estava e que não aceitava aquilo, que eu iria até o fim daquela praia e na volta eu queria estar diferente. Algumas pessoas passavam por mim e me viam falando sozinha e chorando, mas eu não estava nem aí, eu estava caminhando com Jesus, cheguei no final da praia e do outro lado tinha um rio que corria para o mar, ali o Espírito Santo falou ao meu coração: Agora joga essas conchas no rio, minha intenção era levá-las para casa, mas eu obedeci. Aquelas conchas simbolizavam naquele momento tudo aquilo que eu falei para o Senhor que não queria mais carregar; o medo do futuro, a insegurança, o passado, as dúvidas, os traumas e por aí vai. E para a glória dEle, apenas dEle, o meu caminho de volta foi só de louvor e adoração, eu voltei leve, ali eu conquistei a certeza de que receber o meu marido de volta era a coisa certa a se fazer e de que Deus iria cuidar de tudo.
Passaram acho que no máximo dois dias ele me manda mensagem de novo, dizendo que tinha me perdoado também e que estava pronto para uma reconciliação e eu só respondi que conversaria com ele quando houvesse o divórcio, ele não concordou, mas entendeu.
Nos dias seguintes ele me mandava mensagens todos os dias e eu respondia normalmente, até que me informou que a audiência do divórcio consensual já estava marcada para dali duas semanas, apenas complementei que após isso poderíamos conversar definitivamente e ele disse que já estava preparando uma lista de coisas para me falar. Falei para o Pastor e ele mandou eu fazer uma lista também e eu fiz.
No dia anterior a audiência eu fiquei bem apreensiva, pois imaginava que a mulher pudesse não aparecer, mas graças a Deus ela veio, e eu tenho certeza que foi Deus quem trouxe ela aqui para assinar.
Agora, só faltava a conversa final, combinamos o dia, recebi as instruções do Pastor e fui, para a Glória do Senhor Jesus e somente dEle foi a conversa mais prazerosa e tranquila que eu tive com meu esposo a minha vida inteira, passamos os pontos de ambas as listas e em todos houve um diálogo tão gostoso que não dava vontade de parar de conversar e ali depois de tanto tempo eu abracei meu esposo e só conseguia pensar no poder do meu Deus que faz o que quer a hora que quer e não precisa pedir permissão ou dar satisfação para ninguém. Tem muita coisa que eu ainda não entendo e talvez nunca entenda por que os pensamentos dEle são bem mais altos que o os meus e eu realmente não tenho capacidade para isso. Mas fico satisfeita hoje em saber que estou no centro da vontade dEle.
Muitas pessoas me perguntam se eu estou feliz e eu respondo que estou em paz, tem muita coisa ainda pela frente, mas saber que estou em obediência a palavra de Deus me conforta, refletir sobre tudo o que eu vivi e provar do poder de Deus da maneira que estou provando me encoraja a prosseguir, pois no final não importou a volta que o meu marido deu, Deus falou que ele iria voltar e ele voltou.
Muitas vezes minimizamos e limitamos o poder de Deus ou achamos que o nosso problema é o pior e o maior de todos, mas não é bem assim, eu não amo a dor e não gostei de ter passado por tudo o que passei, mas eu sei que ela faz parte do processo que me cura e que me transforma, apenas fechar uma ferida suja pode gerar uma infecção, é necessário abrir e limpar para depois fechar e nesse processo Deus é especialista. Ele é quem tem o bálsamo necessário para cada tipo de machucado, hoje eu sei que só não fiquei depressiva, por que encontrei nEle a minha dose diária de remédios, ele é a fonte de paz, amor, alegria e tudo o mais que eu precisar, não o meu marido, não o meu casamento, não minha família, não meu emprego, não o mundo, não os meus sonhos ainda não realizados, mas Ele. E sou muito grata por hoje entender isso!
Meu testemunho com certeza não acaba aqui, mas como é um texto que vai ficar para o público quero finalizar agradecendo a todas as pessoas que me ajudaram direta ou indiretamente em todo esse meu processo e principalmente a equipe do ministério Atalaia do Evangelho de Deus. Meu mais sincero MUITO OBRIGADA e que as bênçãos do Senhor alcancem cada um de vocês.
Toda honra, glória, louvor e adoração sejam dadas ao Senhor Jesus que é o único digno!

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: