O cristão e a bebida alcoólica

Eu odeio e ignoro as vossas festas religiosas
4 de outubro de 2019
Agradáveis ao SENHOR
7 de outubro de 2019

“Sede obedientes aos vossos líderes espirituais e submissos à autoridade que exercem. Pois eles zelam por vós como quem deve prestar contas de seus atos; para que ministrem com alegria e não murmurando, porquanto desta maneira tal ministério não seria proveitoso para vós outros. Orai por nós, pois temos certeza de caminhar com a consciência limpa, e desejamos viver de modo honrado em relação a todas as áreas da vida. ” (Hebreus 13:17-18 KJA)

Como servos do Deus altíssimo devemos a cada dia nos consagramos a Ele fugindo e contrariando ao que o mundo dita como normal. (Romanos 12:1-2, Filipenses 1:6, 1 João 5:19)
Temos como base a Palavra de Deus que é o nosso guia de regra, fé e pratica como belamente ilustrado em Salmos 119; Muito me alegra os que desejam avidamente entender a vontade do Senhor, que buscam ansiosamente aproximar-se dEle. (Oséias 6.3).
A preocupação a cada dia torna-se maior pois como predito em 2 Timóteo 3 estamos vivendo tempos terríveis e com a crescente pressão do mundo ora nós vemos em dúvida de como devemos agir ante a determinadas situações dentre elas o alvo e objeto deste breve estudo: O cristão e a bebida alcoólica.
Já de antemão relato aos amados irmãos em Cristo que não adentrarei a estudos dos costumes judaicos e temporais, nem a questões longas de traduções e etc. A própria Palavra de Deus já nos é suficiente para esclarecer e dar entendimento aquele que tem o desejo de fazer a vontade do Senhor:
As pessoas que não têm o Espírito não aceitam as verdades que vêm do Espírito de Deus, pois lhes parecem absurdas; e não são capazes de compreendê-las, porquanto elas são discernidas espiritualmente. Contudo, aquele que é espiritual pode discernir todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é compreendido; porquanto: “Quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo?” Todavia, nós temos a mente de Cristo! (1 Coríntios 2:14-16)

Bem sabido das responsabilidades como ministro do Evangelho de Cristo (Hebreus 13, 2 Timóteo 2:14 e 2 Coríntios 11-2) tenho plena convicção em alertar que a Palavra de Deus em nenhum lugar está escrito é proibido, é pecado o uso de drogas sejam licitas ou ilícitas e mesmo não sendo escancaradamente proibido não fazemos o uso de tais pois não glorificam ao nosso Pai que está nos céus (Mateus 5:13-16).
Mas e a bebida alcoólica? Vimos acima que a Palavra de Deus é o nosso guia, nosso manual e Ela não nos desampara no momento de tomarmos decisões, seja como por exemplo de outros servos do Senhor como também de forma direta.
Podemos já citar:
Portanto, vos afirmo: Vivei pelo Espírito, e de forma alguma satisfareis as vontades da carne! Porquanto a carne luta contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne. Eles se opõem um ao outro, de modo que não conseguis fazer o que quereis. Contudo, se sois guiados pelo Espírito, já não estais subjugados pela Lei. Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatrias e feitiçarias; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e tudo quanto se pareça com essas perversidades, contra as quais vos advirto, como já vos preveni antes: os que as praticam não herdarão o Reino de Deus! Entretanto, o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas virtudes não há Lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. (Gálatas 5:16-24)
Certamente o Apostolo Paulo escrevendo aos Gálatas ao tratar da embriaguez não estava falando de água e ninguém (pelo menos não que eu tenha ouvido falar) tenha fica bêbado com água.
Em outro momento no novo testamento:
Portanto, estai atentos para que o vosso procedimento não seja semelhante aos insensatos, mas andai em sabedoria, aproveitando bem cada oportunidade, porque os dias são maus. Portanto, não sejais faltos de juízo, mas buscai compreender qual é à vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, que leva à devassidão, mas deixai-vos encher pelo Espírito, (Efésios 5:15-18).
Vemos então novamente uma bela apresentação que devemos a todo custo não embriagar, mas, porém, entretanto nos ocuparmos em buscar encher-se do Espirito Santo.
Não acabamos por aí não! Temos exemplo de tantas outras situações em que entregar-se ao vinho causa tanta desgraça que é melhor evitar: começamos com o exemplo de Noé em Gênesis 9 (Nudez ante os filhos e Maldição), passamos por Ló em Gênesis 19 (Incesto).
Somos alertados categoricamente em Provérbios:
“O vinho é escarnecedor e a bebida alcoólica induz a brigas; não é inteligente deixar-se dominar por elas!” (Provérbios 20:1)
“Não caminhes com os que se encharcam de vinho, tampouco com os que se empanturram de comida,
Porquanto os bêbados e os glutões se empobrecerão, e a indolência os vestirá de trapos” (Provérbios 23:21)

“Para todos aqueles que gastam horas se encharcando de vinho, os que andam em busca de bebidas fortes e misturas alcoólicas! Não te entregues a contemplar a tintura avermelhada do vinho, quando cintila provocante no copo e escorre suavemente! No fim, ele ataca como a serpente e envenena como a víbora! Teus olhos verão coisas horríveis e tua mente entorpecida te fará dizer tolices. Serás como alguém que dorme no meio do mar agitado ou deita-se sobre as cordas de um alto mastro. E dirás: “Feriram-me, mas eu nada senti! Bateram em mim, contudo eu nada percebi! Quando despertarei para que possa voltar a beber?”” (Provérbios 23:30-35).

Para os que desejam a vida estes versículos acima já são claros e evidentes! O quão glorioso são as tuas palavras Deus!
“A pessoa sábia escolhe o Caminho da vida, que conduz para cima, e assim evita as trilhas que descem para o inferno.” (Provérbios 15:24)
Assim vemos em Eclesiastes 10:1 “As moscas mortas fazem com que o óleo do perfumista se corrompa e produza mau cheiro. Da mesma forma, um pouco de tolice pode fazer o conhecimento perder todo o seu valor. ”
Não desejo aos meus amados irmãos que por um momento de insensatez se entreguem ao uso de qualquer bebida alcoólica para que assim como por um deslize, “uma mosca” ou “um fermento” venha vós fazer enveredar por um caminho que envergonhe o Evangelho de Cristo.
Já que estamos cercados por uma grande nuvem de testemunhas (Hebreus 12:1-3) e devemos passar por privações para que em nada venhamos a manchar ou danificar a imagem de Cristo que irradia em nós e através de nós, abstemos de certos prazeres.
“Não damos motivo de escândalo em atitude alguma, a fim de que nosso ministério não seja achado em falta. Ao contrário, como servos de Deus, recomendamo-nos de todas as maneiras: em muita perseverança; em sofrimentos, privações e tristezas; em açoites, prisões e tumultos; em trabalhos árduos, noites sem dormir e jejuns; em pureza, conhecimento, paciência e bondade; no Espírito Santo e no amor sincero; (2 Coríntios 6:3)
Servindo a nós mesmo como exemplo ante a sociedade que corrompem os bons costumes e distorcem a todo o tipo de verdade e pureza, pois somos os astros deste mundo (Filipenses 2:15), a carta aberta (2 Coríntios 3:3), a geração eleita e sacerdócio real, povo adquirido do Senhor para anunciarmos as boas novas.
Mas vos sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.
Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma; Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem. (1 Pedro 2:9-12)
Em meio a tanta religiosidade e o relativismo cristão, defendo veementemente apenas a dissertação bíblica e ignoro sem medo qualquer opinião humana ou vontade do politicamente correto (já que tais não conduzem a vida e buscam apenas o agrado dos ouvintes e o anseio dos seus próprios âmagos).
Mesmo entendendo os benefícios do uso moderado do vinho afirmo que os mesmos benefícios são encontrados na bebida sem o uso do álcool (mesmo com a justificativa de baixo teor alcoólico beba o suco e não use de desculpas).
E claro não posso deixar de compartilhar achados preciosos que hão de enriquecer o vosso conhecimento:
“A lei prevista no código de trânsito afirma que é proibido dirigir sob efeito de qualquer substância que altere a capacidade psicomotora. Isso inclui drogas, bebidas alcoólicas em geral, entre outros. Antigamente era permitido dirigir com até 6 decigramas de álcool no sangue – o equivalente a um pouco menos que duas taças de vinho. Porém, com as reformulações nas regras de trânsito, qualquer percentual alcoólico no organismo é passível de penalidade. Entre as consequências de reprovação no bafômetro estão 12 meses sem a CNH e uma multa salgada: R$ 1.915,30. Melhor ficar no suco, não é mesmo? ” (Retirado diretamente de um site não cristão – Nota Abaixo) *

“O argumento de que o fato de que Jesus bebia vinho com os pecadores (Leia Mateus 11.19) e que transformou água em vinho numa festa de casamento (Leia João 2.1-11) ou que Paulo recomendou a Timóteo que tomasse um pouco de vinho pelas suas constantes enfermidades no estômago (Leia I Timóteo 5.23) legitima o consumo de bebidas alcoólicas é tendencioso, oportunista e ignora pelo menos alguns princípios: 1. A Bíblia não se contradiz. A regra bíblica no AT é de reprovação ao consumo do vinho fermentado e não diz no NT que o vinho era fermentado. A palavra grega para vinho em ambos os casos (com fermentação ou sem fermentação) é “oinos”. Vale a regra hermenêutica de que uma afirmação bíblica menor estará contida e sempre de acordo com uma afirmação bíblica maior. 2. Os rabinos e fariseus que eram radicalmente contra o consumo de vinho fermentado e que provavelmente estavam entre os convidados não reprovaram ou questionaram a atitude de Jesus. 3. Nos dias de Cristo o consumo de vinho fermentado era social e religiosamente não recomendado. 4. É interessante notar que o texto traz uma acusação dos oposicionistas do ministério de Cristo e não uma declaração afirmativa. 5. Se Paulo insiste com Timóteo para que tome um pouco de vinho pelas suas características terapêuticas e medicinais é porque o próprio Timóteo não tinha o hábito de ingerir vinho e isto não acontecia em uma roda de amigos, ouvindo música e conversando lorotas, miolo de pote, patranha, treta, bazófia, gabolice ou coisa parecida. Nas citações bíblicas relacionadas a finalidade da citação do vinho foi para manifestar a divindade de Cristo e sua humanidade através do seu poder e da identificação com os pecadores. Os fariseus, independente da questão moral, questionavam Jesus até pelo fato de andar ou se assentar ao lado de um pecador. Os escribas também disseram que Jesus estava possesso por um demônio chamado de Belzebu (Leia Marcos 3.22) e nós sabemos que esta acusação não tinha qualquer fundamento de verdade. ” (Nota Abaixo) *
Concluo dizendo que é melhor se santificar do que se entregar, vigiar para não cair, buscar as coisas que são de cima, sabendo que todos nós daremos contas ao nosso Deus de tudo o que fazemos. (Hebreus 4:13, Romanos 14:12) e certo de quem convence o homem é o Espirito Santo (João 16:8-11) recomendo que não bebam bebida alcoólica de qualquer espécie pois como foi explanado o risco de cair em pecado é muito grande e temos vários motivos para entender que o consumo das mesmas de alguma forma acabará por desagradar ao Senhor e desagradando-o teremos como consequência o afastamento e com o afastamento a morte espiritual.
Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.
Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. 1 João 2:15-18

Desejando um dia nós encontramos na glória com o nosso Senhor Jesus Cristo.
Graça e paz vós sejam multiplicadas.
Pb. Rafael Telles Lopes.

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: