Insensatos

A boa conduta
7 de novembro de 2019
Peça-a a Deus
8 de novembro de 2019

“Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós?” (Gálatas 3:1)

O apóstolo Paulo, nesta carta à igreja da Gálacia, exorta de maneira firme. Vejam que ele os chama de insensatos, porque muitos começaram a se desviar, voltando a querer praticar os antigos preceitos da lei. Por isso, Paulo agora os questiona, interroga-os para que falem quem os enganou para que largassem logo a fé em Jesus Cristo e voltassem aos antigos rudimentos. Assim também essa pergunta tem que ser feita a várias igrejas, denominações, várias pessoas e muitos pregadores que em suas pregações e ensino abandonam Jesus e tentam fundamentar seus ensinos em Moisés. São muitas as pessoas que creem que o que está escrito em Levítico, Deuteronômio, é para se praticar ainda hoje, mas observo que escolhem o que devem ou não praticar. Temos que saber que a antiga lei se cumpriu em Jesus e que hoje vivemos na Graça, e o que Jesus diz, o que o seu Evangelho nos mostra isso sim que é lei. Não vivemos mais nas práticas dos livros de Moisés, ou dos profetas, porque temos Jesus, e em seu Nome vamos diretamente ao Pai. Assim deixemos de nos enganar, de sermos enganados ou de enganar as outras pessoas e sejamos cristãos, o que quer dizer seguidores de Cristo, aprendizes de Cristo, e não de Moisés. Não vivemos mais nas práticas dos dez mandamentos, mas de dois somente que Jesus deixou, que é amar a Deus acima de todas as coisas e de todo o nosso entendimento e coração e amar o próximo como a nós mesmos, que são superiores aos dez mandamentos. “Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé?” (Gálatas 3:2). Muitas pessoas se dirigem a templos, aceitam convites para conhecer determinados templos pensando em conhecer mais do Senhor, querendo crescer espiritualmente, querendo a verdade, mas, lá chegando, se deparam com ensinos que são heréticos, pois não são instruídos para serem discípulos de Jesus, pois os pregadores fazem com que viajem pela lei dando a entender que as bençãos do Senhor para o povo de Israel são promessas para a vida delas. E como sempre é bom sabermos que podemos ganhar algo, essas pessoas inocentes na fé acabam caindo nesse engano de muitos pregadores profissionais que não conhecem e nem sabem o que pregam, e de outros que simplesmente estão interessados em usufruir de bens dessas pessoas.
“Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão.” (Gálatas 3:3-4). Temos que ser inteligentes, temos que analisar tudo à luz do Evangelho, porque só assim poderemos compreender tudo pelo Espírito. Basta sabermos que se começamos, se iniciamos buscando Jesus Cristo, citando o seu Nome (que é Santo para sempre Amém), então Ele é o que buscamos e a resposta de que necessitamos, assim não podemos nos extraviar para outra coisa. Também temos que compreender que mesmo a antiga lei de Moisés apontava, falava de Jesus, por isso nós temos que saber que hoje Jesus Cristo é que é o Senhor. Quando entendemos de viver a antiga lei, estamos falando de satisfazermos a vontade da carne, de agirmos de maneira emotiva e que nos seja favorável, pois só aceitamos o que nos convém da antiga lei, uma vez que desprezamos os castigos, como morte com apedrejamento, amputações, não comer determinados alimentos, e também o oferecimento de sacrifícios diários. Não é possível tentar juntar a lei e a Graça. Jesus deixou isto bem claro ao ensinar que não podemos colocar remendo novo em vestes velhas, ou vinho novo em odres velhos, pois se romperiam. Não podemos agir de maneira que não seja segundo as determinações de Jesus, pois somente Ele é o Caminho que nos conduzirá à vida. “Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, o faz pelas obras da lei, ou pela pregação da fé? Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão.” (Gálatas 3:5-7). Temos que compreender que nós somos os filhos da fé e temos que viver pela fé, temos que compreender e aceitar a Palavra de Cristo e saber que não é nenhuma obra que vai nos conduzir à salvação ou a Cristo. Precisamos simplesmente crer Nele, crer em sua Palavra, no seu Evangelho, colocá-lo em prática e esquecer todo o resto. Nada que possamos fazer com as nossas mãos poderá nos salvar ou nos conduzir a Cristo, o que precisamos é tão somente crer e obedecer, e não é difícil, pois em Cristo temos liberdade. Abrão, considerado o pai da fé, foi vitorioso simplesmente porque creu, e por crer obedeceu, assim também nós devemos agir, e não podemos esquecer que na época de Abraão não existia lei, mesmo porque ela só veio anos depois através de seus descendentes. Em resumo, devemos viver o Evangelho, crer em Jesus, e não nos atermos a outros ensinamentos, pois a Promessa é vida eterna em Jesus Cristo. “Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o Evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão. Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.”(Gálatas 3:8-10).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: