Junto ao lago

O amor, o fervor, a humildade, a beneficência
26 de novembro de 2019
Liberdade
28 de novembro de 2019

“E aconteceu que, apertando-o a multidão, para ouvir a Palavra de Deus, estava Ele junto ao lago de Genesaré; E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.” (Lucas 5:1-2)

Jesus, desde o início do seu Ministério, o que mais fez foi pregar o seu Evangelho, anunciar as Boas Novas. Muitos acham que Jesus veio para fazer milagres, mas o que realmente Ele veio e fez com maestria foi anunciar o Reino. Ele veio para nos salvar, nos libertar do jugo do pecado. Portanto, quando o Senhor operava milagres, sinais, era somente para mostrar o Poder de Deus e assim continuar as pregações e ensino, por isso Ele não perdia nenhuma oportunidade de estar ensinando. Jesus pregava o Evangelho de várias maneiras e para todos os tipos de pessoas, e utilizava muito parábolas, que são uma maneira ilustrativa de se referir a um determinado assunto. Agora Jesus estava perto do lago de Genesaré, ou Mar de Tiberíades, como também era conhecido, e como sempre estava pregando. A multidão estava ali querendo ouvir, aprender, e por isso se apertava, empurrando uns aos outros no afã de ouvir o que Ele estava falando. Temos que observar que naquela época não existia microfone ou caixas de som. As pessoas tinham que falar o mais alto possível, e mesmo assim muitos tinham dificuldade de ouvir o que era falado. Jesus, vendo a dificuldade das pessoas de ouvi-lo e também de vê-lo, observou que havia dois barcos de pescadores que estavam aportados, parados ali perto Dele na praia, e os pescadores que deviam ter pescado a noite inteira estavam lavando, organizando seu material de pesca. “E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.” (Lucas 5:3). Jesus entrou em um dos barcos e pediu ao dono (que por acaso era Simão, também conhecido por Pedro), que se afastasse um pouco da praia, porque assim teria condições de ver a maioria das pessoas e de também ser visto por todos. Ali sentado Ele continuou a ensinar, a pregar o Evangelho a todos. O objetivo de Jesus, ao entrar no barco, não foi outro a não ser facilitar às pessoas ouvi-lo bem, pois, como falamos anteriormente, Jesus veio para pregar o Reino de Deus, avisar que o Reino havia chegado, que agora a Palavra estava se cumprindo, que a lei já tinha cumprido o seu papel, agora era hora da Graça.
“E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua Palavra, lançarei a rede.”(Lucas 5:4-5). Depois que Jesus acabou de pregar, de ensinar, Ele então olhou para Pedro e mandou que ele rumasse com o barco para o meio do mar. Mandou que ele adentrasse o mar e que depois lançasse as redes para apanhar peixes. Pedro lhe respondeu que eles tinham trabalhado a noite inteira, tinham tentado pescar alguma coisa durante toda uma noite, e nada tinham pescado, mas sob a Palavra de Jesus eles obedeceriam e iriam fazer o que Ele mandava. Temos que observar a fé e a obediência de Pedro, porque ele era um pescador profissional e tinha acabado de chegar de uma noite inteira infrutífera, sem ter encontrado nenhum peixe, e agora vinha Jesus, um carpinteiro, e lhe diz para tentar de novo. Observamos que Jesus não sugeriu, Ele mandou, e Pedro deixou claro que obedeceria a sua Palavra. Assim nós devemos aprender com Jesus, e independentemente da lógica humana, ou do nosso conhecimento, se o Senhor nos manda fazer algo ou não fazer pela Palavra, nós devemos simplesmente obedecer-lhe, e, por mais absurdo que possa parecer, temos que obedecer, porque o Senhor a tudo conhece, e nós nada sabemos. Por mais que o mundo, as pessoas nos falem que aquilo que estamos fazendo é loucura, devemos fazer, afinal, a Palavra de Deus é loucura, mas para os que perecem. “E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede. E fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco, para que os fossem ajudar. E foram, e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam a pique.” (Lucas 5:6-7). Pedro obedeceu e se dirigiu ao alto mar. Lançou as redes como Jesus tinha mandado, e onde antes eles nada tinham conseguido, agora as redes estão cheias, pesadas de tantos peixes. O milagre aconteceu, e vemos que só foi possível porque houve obediência. Assim devemos aprender a ser sempre obedientes ao Senhor, porque, quando Ele nos manda pela sua Palavra, se lhe obedecermos, receberemos o milagre, e com certeza muito maior do que possamos imaginar ou esperar. Por isto devemos sempre meditar, analisar a Palavra de Deus e, principalmente, o que aprendermos colocarmos em prática, pois, se lhe obedecermos, com certeza estaremos amando Cristo, e a sua Palavra, a sua Promessa se cumprirá em nossas vidas. “E vendo isto Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, que sou um homem pecador. Pois que o espanto se apoderara dele, e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca de peixe que haviam feito.” (Lucas 5:8-9).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: