As Lutas

Orareis assim
7 de fevereiro de 2020
Abundância
10 de fevereiro de 2020

“De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?” (Tiago 4:1)

Enfrentamos problemas, batalhas e guerras constantemente, e sempre que estamos passando por lutas, desertos ou tempestades, achamos que não merecemos, e chegamos ao ponto de achar que somos injustiçados. Isso acontece porque não paramos para analisar a origem de tudo o que estamos passando. Quando fazemos isso, percebemos que o único culpado de estarmos enfrentando problemas somos nós mesmos. As pessoas vivem em desespero, devendo, com o nome sujo no Serasa, SPC, cobradores ligando e tudo mais, porém, se elas examinarem, vão perceber que estão nessa situação porque fizeram dívidas sem terem condições de pagar, ou sem fazerem uma avaliação se teriam ou não condições de arcar com as contas. Caso contrário, por mais que estivessem precisando de algo, não comprariam, não tomariam empréstimo, e com certeza passariam por aquele momento e não estariam nessa situação de devedores. Assim somos nós, temos problemas de saúde, porque não cuidamos dos nossos corpos, por exemplo: comemos de tudo e a todo o tempo nos alimentamos mal, fora de horário, não praticamos exercícios, e assim vêm diabete e outras doenças. Procuramos culpar qualquer pessoa ou qualquer coisa, mas, na verdade, temos que buscar essa culpa em nós mesmos, pois somos nós que arranjamos esses problemas. Tudo o que fazemos tem consequências tanto para o bem como para o mal; se vivemos no pecado, as consequências são sofrimento e morte por toda a eternidade. Se temos problemas no casamento, devemos examinar onde erramos com o nosso cônjuge, onde falhamos, como o tratamos, e não podemos esquecer que tivemos tempo de namoro, de noivado, a oportunidade de nos conhecermos um ao outro, e mesmo vendo na outra pessoa algo de que não gostamos, concordamos e mesmo assim teimamos em casar. Assumimos os riscos e não podemos reclamar de nada. Quando andamos na carne, ou seja, atendendo aos desejos da nossa carne, quando não andamos em espírito e não analisamos tudo de acordo com a vontade de Deus, então sofremos. Temos que sempre examinar o porquê de estarmos passando por lutas ou as enfrentando, e então perceberemos que somos os únicos culpados, é simplesmente a lei da semeadura, o que plantamos com certeza vamos colher. Se não queremos enfrentar lutas, então aprendamos a andar em espírito, pensar sempre nas coisas que são do alto.
“Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis. Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.” (Tiago 4:2-3). A cobiça é um mal que se encontra na vida de muitos, e, para a nossa vergonha, no meio de muitas pessoas que se identificam como cristãs, evangélicas. As pessoas tendem a querer, a desejar coisas grandiosas demais, e muitos ainda acham que o Senhor tem compromisso, tem a obrigação de atender a seus extravagantes pedidos. Querem riquezas, fortunas, e por isso muitos fazem verdadeiros sacrifícios, e olha que não estamos falando das desonestidades, e sim de pessoas que passam a vida toda trabalhando de maneira incansável sem terem tempo para si mesmas ou para a família. Vivem no desespero de terem alguma coisa, de adquirirem bens, de competirem com o próximo, de terem igual ou superior ao que os outros têm, o que leva a sofrimentos. As pessoas não entendem que aqui é um lugar de passagem, que não é nossa casa, portanto, temos que peregrinar em direção a nossa morada eterna, e não ficarmos buscando coisas aqui. Fazem orações, pedidos, participam de campanha, pedem coisas para se esbaldarem, e nunca recebem, porque o Senhor não tem compromisso com isso. Assim as pessoas vivem fazendo pedidos e orações que jamais serão atendidos. “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tiago 4:4). Somos chamados de adúlteros e adúlteras pelo fato de estarmos traindo o nosso Deus, pois nascemos e fomos criados por Ele para vivermos em santidade, para vivermos para Ele, para vivermos na prática do Evangelho, longe do pecado, porque o Senhor enviou o seu Filho amado para morrer e sofrer em nosso lugar, para nos liberar do pecado, mas, se teimarmos em viver no pecado, estamos traindo-o. Quando queremos viver de acordo com a vontade do mundo, quando nos interessamos pelas coisas do mundo, queremos viver em constante felicidade, queremos sempre adquirir bens materiais, achamos que temos que desfrutar do melhor aqui, então nos afastamos do Senhor. Devemos entender que o mundo jaz (está morto) no maligno, e todos os que procuram viver de acordo com as suas leis estão assumindo a morte. Quando queremos o que o mundo oferece, estamos indo contra o Senhor, e, é claro, receberemos o castigo destinado aos seus adversários, e apesar de estarmos citando o seu Nome (que é Santo para sempre Amém), estamos vivendo de maneira contrária. Sabemos que devemos sempre andar em espírito, sempre pensar, analisar antes de tomar qualquer atitude, buscar as coisas que são do alto, pois elas nos conduzirão à vida eterna em Jesus Cristo. “Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? Antes, Ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4:5-7).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: