Sexo e Casamento

Abundância
10 de fevereiro de 2020
Vivificou
11 de fevereiro de 2020

“Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; mas, por causa da fornicação, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.” (1 Coríntios 7:1-2)

A igreja, os coríntios, ou melhor, as pessoas da igreja de Coríntios tinham escrito uma carta ao apóstolo Paulo perguntando sobre o casamento, queriam maior esclarecimento. Então Paulo responde abordando o assunto de uma maneira direta e completa, não deixando nenhuma dúvida sobre esse tema. Claro que a resposta dele não agradou a todos, assim como não agrada a muitas pessoas hoje em dia, porque não querem assumir responsabilidade sobre as suas decisões. Mas eu, particularmente, gosto muito desse capítulo, porque esclarece e tira todas as dúvidas em relação ao casamento, apesar de que muitas pessoas tentam distorcê-lo para se beneficiarem e continuarem no erro, no pecado. Paulo inicia dizendo que seria bom que o homem não se envolvesse com mulher, mas, para não viver em pecado, em fornicação, não viver o tempo todo pensando em sexo, então é bom que cada um tenha a sua própria esposa. E que a esposa tenha o seu próprio marido, e assim não ficar praticando pecado deitando com um homem aqui e outro ali. Assim sabemos que o homem ou a mulher que não tiver tanto desejo sexual é melhor ficar solteira, solteiro, e não adianta tentar justificar-se dizendo que Deus mandou casar, pois não existe essa ordem do Senhor, mesmo porque no início Ele disse: “não é bom que o homem esteja só”. Ele não disse que o homem deveria se casar, o Senhor falou isso exatamente para evitar o pecado da fornicação. “O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.” (1 Coríntios 7:3). Depois que escolheu a mulher e casou, é obrigação do homem honrar a esposa e manter relações sexuais com ela de maneira rotineira. Assim também a esposa, depois de casada, tem a obrigação de manter relações sexuais com o marido, e assim como o marido não pode ficar dando desculpas dizendo que está cansada ou preocupada. A mulher também não pode tentar justificar o seu esfriamento com dor de cabeça e outras alegações. As pessoas têm que compreender que, quando escolhem uma pessoa para ser o seu cônjuge, para se casar, estarão se unindo a essa pessoa até que a morte as separe. E é claro que tanto o homem quanto a mulher têm desejos e necessidades sexuais e têm que ser atendidos, satisfeitos pelo seu cônjuge.
“A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.” (1 Coríntios 7:4). Como, quando se casam, unem-se um ao outro, transformam-se em um só corpo, o corpo de um passa a pertencer ao outro, portanto um não pode negar-se ao outro. Assim como o marido pertence à mulher e não pode negar atender às necessidades sexuais dela, a mulher também não pode negar ao seu marido, e como são uma só carne, a relação sexual do casal é lícita em tudo o que acordarem, desde que não utilizem aparelhos ou outra pessoa, mas entre ambos tudo é válido, desde que ambos concordem, portanto, não existe o fato de se condenar o sexo oral ou anal, tudo depende do casal. Diante do Senhor não é pecado, pois ambos são uma só carne, e a pessoa pode colocar seu corpo onde lhe for conveniente, assim como coçar o nariz ou o ouvido, afinal, é o seu corpo. As pessoas, quando casarem, devem ter consciência de que estão assumindo a obrigação de satisfazer sexualmente o seu cônjuge. “Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.” (1 Coríntios 7:5). Não se pode negar manter relações sexuais com o seu cônjuge. Para que isto aconteça, é necessário que ambos conversem e concordem, e tem que ser por um motivo sério, tipo um jejum, uma consagração, mas mesmo assim tem que ser por pouco tempo, para que não aconteça de a pessoa que está acostumada a fazer sexo constantemente sinta falta e comece a olhar para outra. O diabo, nosso adversário, vive ao nosso redor, procurando uma brecha para nos influenciar de alguma maneira. Quando a pessoa está carente, o diabo sempre vai fazer surgir uma outra que despertará desejo, e aí pode acontecer o adultério. Por esse motivo não se deve negar um ao outro e, principalmente, se negar a agir assim ou assado, porque no mundo o diabo sempre estará apresentando pessoas liberais, dispostas a fazer qualquer coisa, e até por curiosidade é que acontece o adultério. Sabendo disso, as pessoas poderão proteger os seus casamentos, agindo em conformidade com a orientação do Senhor e não caindo em ciladas. “Digo, porém, isto como que por permissão e não por mandamento. Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um de uma maneira e outro de outra.” (1 Coríntios 7:6-7). Paulo falando sobre as obrigações, as dificuldades do casamento, explica que casar não é um mandamento, e sim uma permissão, mas depois que se casar, tem que honrar, respeitar o seu cônjuge, seu casamento. Jesus também falando sobre o casamento mostrou que nem todos têm condições de se casar e manter o casamento, portanto, as pessoas devem pensar bem antes de tomar essa decisão, porque, se não cumprirem com as obrigações, poderão perder a salvação. “Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu. Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar-se do que abrasar-se.” (1 Coríntios 7:8-9).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

%d blogueiros gostam disto: